Amazon enviará mais de 3.200 satélites em órbita para competir com Elon Musk

Amazon enviará mais de 3.200 satélites em órbita para competir com Elon Musk
Jeff Bezos e Elon Musk. Crédito da montagem da ilustração mysteryplanet.com.ar

A Amazon obteve aprovação da Federal Communications Commission (FCC) para enviar uma constelação de 3.236 satélites da Internet em órbita, em concorrência direta à rede Starlink de Elon Musk.

Os documentos felicitaram a empresa de Jeff Bezos por criar o Sistema Kuiper, um grupo de satélites que buscarão fornecer Internet de alta velocidade globalmente, especialmente em regiões com difícil acesso ao serviço. O investimento será de no máximo 10 bilhões de dólares e procurará se materializar em menos de uma década para manter a licença adquirida. O plano é posicionar esses dispositivos em três alturas diferentes, com uma base de 578 satélites para começar a operar.

Os 3.236 satélites do Sistema Kuiper terão capacidade para atender cerca de 95% da população global e tornar a Amazon o principal provedor de Internet. No entanto, esse primeiro lugar estará em disputa com o Starlink, o projeto de Elon Musk que busca fazer o mesmo em tempos mais imediatos e já colocou quase 600 satélites em órbita – dos 12.000 planejados.

Poluição dos céus

O projeto Starlink recebeu muitas críticas de astrônomos e entusiastas do espaço, que afirmam que esses dispositivos de baixa órbita ameaçam a visão natural do céu. Agora, com uma segunda constelação de satélites em andamento, a visão astronômica poderá ser ainda mais obstruída se essas empresas não adotarem medidas adequadas para ‘escurecerem’ seus dispositivos quando estiverem lá em cima.

A FCC observa que a Amazon ainda não enviou informações específicas sobre alguns elementos necessários para o ‘plano de mitigação de detritos’, algo cada vez mais importante agora que as órbitas baixas da Terra podem acabar se tornando uma espécie de lixão cósmico. A FCC não menciona uma possível data de lançamento para o Projeto Kuiper, nem quais foguetes serão usados ​​para essa tarefa. Mas Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo e CEO da Amazon, também é dono da empresa aeroespacial Blue Origin, cujo foguete New Glenn será lançado em 2021. Dado o potencial conflito de interesses, é provável que a Blue Origin esteja no comando de colocar satélites da Internet em órbita.

(Fonte)


Outro grande problema é o número de pessoas que acham que esses satélites sejam naves alienígenas. Já respondi dezenas de emails explicando que os satélites Starlink não são OVNIs, mas muitas pessoas não acreditaram. O que fazer, não é mesmo?

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.