Pentágono e Harry Reid comentam sobre a revelação do programa secreto de OVNIs

Tempo de leitura: 2 min.
Pentágono e Harry Reid comentam a revelação do programa secreto de OVNIs
Ex-senador dos EUA, Harry Reid – Pentágono ao fundo.

A tinta está quase seca na chamada ‘grande’ revelação do New York Times de que o Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (AATIP) do Pentágono que se pensava ter sido encerrado nunca foi, e agora é a Unidentified Aerial Phenomenon Task Force (Força Tarefa de Fenômeno Aéreo Não Identificado) financiada e funcional… E está se preparando (bem, a cada seis meses, começando em algum momento não mencionado) para revelar o que foi recuperado dos locais de acidente com OVNIs/UAP, incluindo o que o astrofísico Eric W. Davis citou como “veículos de fora do mundo, não fabricados nesta Terra” e o ex-senador Harry Reid disse que eram “materiais reais”, não apenas teorias. EXCETO …

Eu não tenho conhecimento – e nunca sugeri – que o governo federal ou qualquer entidade possua objetos voadores não identificados ou detritos de outros mundos. Eu sempre disse que devemos nos ater à ciência, não aos contos de fadas sobre homenzinhos verdes.

– Harry Reid

O ex-senador Harry Reid forçou uma retratação pelo The New York Times depois de twittar que NUNCA disse que o governo federal tem materiais reais de outros mundos. Opa Desculpe, senador.

Humm. Faz você se perguntar o que o Pentágono pensa sobre tudo isso.

(O Departamento de Defesa) está criando uma força-tarefa para obter conhecimento e insights sobre a natureza e as origens dos UAPs [OVNIs] (assim como suas) operações, capacidades, desempenho e/ou assinaturas. (A missão) será detectar, analisar, catalogar, consolidar e explorar veículos aeroespaciais não tradicionais/UAPs que representam uma ameaça operacional à segurança nacional dos EUA e evitar surpresas estratégicas.

A Popular Mechanics não é mais apenas a fonte preferida de seu pai para obter dicas de manutenção e melhoria de automóveis – ela recebeu e publicou uma resposta a seu pedido de mais informações da planejadora estratégica do Departamento de Defesa e porta-voz, Sue Gough, sobre o artigo do New York Times e ela sugeriu que o Pentágono “está criando” a Força-Tarefa de Fenômeno Aéreo Não Identificado para recuperar, revisar e fazer engenharia reversa de qualquer coisa que não seja dos EUA e seja detectada em seu (e, espero, nosso) espaço aéreo. Isso não foi suficiente para o especialista em OVNIs britânico Nick Pope, que publicou o texto inteiro da resposta em seu site. A conclusão dele?

Todo governo deseja, com razão, garantir a integridade territorial de seu espaço aéreo e garantir que todos os objetos e fenômenos em seu espaço aéreo ou nas proximidades de seus bens militares sejam identificados. Essa nova e ousada iniciativa pode ser controversa, mas faz todo sentido em termos estratégicos, independentemente da verdadeira natureza do fenômeno.

… qualquer que seja a verdadeira natureza do fenômeno.

– Nick Pope

Em outras palavras, eles ainda não nos disseram nada que ainda não sabíamos. Eles nos contarão sobre algo cuja ‘verdadeira natureza’ seja de outro mundo ou não feita nesta Terra … como prometido no The New York Times? Ah, sim, era Eric Davis, não o Pentágono. O blog “Unidentified Aerial Phenomena – scientific research” faz um bom trabalho ao analisar a declaração de Sue Gough, apontando sua nebulosidade. No entanto, uma palavra que é destacada é ‘detectar’.

No entanto, a declaração do DoD diz especificamente ‘detectar’. Isso significa que a própria Força-Tarefa estará lá fora ativamente buscando observar os objetos que se intrometem nas faixas de treinamento dos EUA e no espaço aéreo designado. Isso é muito diferente de coletar observações de outras pessoas.

Fonte

Isso implica uma operação proativa, em vez de apenas aparecer para coletar as peças em chamas. Os observadores de OVNIs da Área 51 serão forçados a compartilhar seu espaço com membros da Força-Tarefa de Fenômeno Aéreo Não Identificado?

Tudo é especulação até a primeira vez que a força-tarefa relata “pelo menos algumas de suas descobertas ao público a cada seis meses”.

A contagem regressiva começou.

(Fonte)


É o que tenho dito: precisam parar de soltar doses homeopáticas de informação a cada seis meses. As informações novas têm que aparecer semanalmente, no mínimo. De outra forma, fica a grande nuvem com cheiro de enrolação no ar.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.