Nitrogênio fixo dentro do meteorito apoia antiga habitabilidade de Marte

Tempo de leitura: < 1 min.

Pela primeira vez na história, compostos orgânicos contendo nitrogênio foram encontrados dentro de um meteorito de Marte.

Nitrogênio fixo dentro do meteorito apoia antiga habitabilidade de Marte
Este meteorito conhecido contém uma riqueza de pistas quanto a vida em Marte. Crédito de imagem: NASA

Descoberto em Allan Hills, na Antártica, há mais de 35 anos, o meteorito – conhecido como ALH84001 – data de 4 bilhões de anos, quando Marte era muito diferente de como é hoje.

Você provavelmente já ouviu falar desse meteorito em particular antes – nos anos 90, uma equipe de cientistas afirmou ter identificado bactérias fossilizadas microscópicas contidas nele.

A descoberta se tornou manchete no mundo todo e, embora tenha sido subestimada, a pesquisa teve um papel fundamental no avanço do campo da astrobiologia.

Agora, mais de 20 anos depois, os cientistas que analisaram o meteorito descobriram evidências de nitrogênio fixo – uma forte indicação de que Marte pode ter sido o lar dos ingredientes da vida.

Atsuko Kobayashi, do Instituto de Tecnologia de Tóquio, informou:

No início da história do sistema solar, Marte provavelmente foi inundado com quantidades significativas de matéria orgânica, por exemplo, meteoritos ricos em carbono, cometas e partículas de poeira.

Alguns deles podem ter se dissolvido na salmoura e presos dentro dos carbonatos.

Embora ainda não esteja claro como esses compostos orgânicos podem ter surgido, sua presença representa algumas das evidências científicas mais fortes já encontradas da habitabilidade passada do Planeta Vermelho.

Os autores do estudo escreveram:

Qualquer que seja a origem, a presença de nitrogênio orgânico e reduzido em Marte no período Noachiano inicial/médio indica a importância do ciclo do nitrogênio marciano.

(Fonte)


É quase certo que, pelo menos no passado, que Marte podia abrigar algum tipo de vida, no mínimo microbiana. Mas há também indícios de vida mais avançada por lá no passado, embora os cientistas façam vistas grossas para essas descobertas.

E não esqueça que na nossa página principal várias notícias são publicas todos os dias. Clique aqui para acessá-la.

n3m3

Compartilhe este artigo com a galáxia!

_______

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)

_______

O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

[Devido a problemas técnicos, dispositivos móveis que acessam a versão amp (Accelerated Mobile Pages) do OVNI Hoje não terão acesso ao sistema de comentários Disqus. Neste caso, para acessar os comentários simplesmente acesse o site ovnihoje.com diretamente, e não por intermédio do sistema de procura. Estou trabalhando para tentar resolver esta questão.]

-------
-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.