FAA nega que rastreia OVNIs, mas publica banco de dados contendo avistamentos

Tempo de leitura: 2 min.

Com base na recente admissão da Marinha dos EUA de que ela investiga encontros com Fenômenos Aéreos Não Identificados (de sigla em inglês, UAPs), mais comumente chamados de OVNIs (Objetos Voadores Não Identificados), o The Black Vault tentou identificar procedimentos e diretrizes de relatórios para aviões comerciais e pediu comentários a partir de Administração Federal de Aviação dos EUA (de sigla em inglês, FAA).

FAA nega que rastreia OVNIs, mas publica banco de dados contendo avistamentos
OVNI fotografado em Denver, nos EUA, em 2012. (Imagem não relacionada à FAA) Crédito: kdvr.com

A FAA respondeu ao The Black Vault em um e-mail:

A FAA não rastreia OVNIs. Entre em contato com o National UFO Reporting Center.

No entanto, o que parecia ser uma contradição a essa afirmação, é o fato do The Black Vault ter descoberto um banco de dados gerado pela FAA que contém vários encontros com OVNIs, alguns deles até março de 2019.

Um dos relatórios de avistamento perto de Washington, DC, dizia:

Relatou um OVNI … movendo-se do oeste para o leste logo acima do horizonte, com iluminação constante. Movimento rápido … passou em 5 minutos.

Outro relatório de Punta Gorda, na Flórida, informava:

O A320 informou que, enquanto taxiava na entrada da rampa, eles viram o que parecia ser um OVNI no lado direito.

Além disso, existem mais de 260 referências a objetos, aeronaves e helicópteros “não identificados” ao longo dos relatórios. Esses casos de OVNIs estão espalhados por um banco de dados gerado pela FAA de avistamentos do Unmanned Aviation System -UAS (Sistema de Aviação Não Tripulada), uma referência a um sistema de drones consistindo de uma embarcação e um operador humano no solo. Embora a maioria dos encontros seja identificada simplesmente como drones operando em áreas não autorizadas, outros classificam os avistamentos como OVNIs, que a FAA nega rastrear. O The Black Vault procurou a FAA para esclarecer.

A FAA respondeu:

Recebemos as informações que você vê no banco de dados de avistamentos de várias fontes, como o público em geral, policiais, pilotos e controle de tráfego aéreo. Nem todos os avistamentos relatados são aviões ou drones. Muitas vezes, os relatórios não são descritivos o suficiente para fazer uma determinação e podem ser outros objetos (por exemplo, balões de mylar ou sacolas plásticas).

Controladores de Tráfego Aéreo (de sigal em inglês, ATCs) que operam de acordo com a política da FAA, cumprem a Ordem JO 7110.65Y. Dentro deste documento, há uma seção inteira sobre OVNIs, consistindo em uma única página.

Ela explica:

As pessoas que desejam relatar atividades de OVNIs/fenômenos inexplicáveis ​​devem entrar em contato com um centro de coleta de dados sobre fenômenos inexplicáveis​​/UFO/inexplicáveis, como o National UFO Reporting Center, etc. Se houver preocupação de que vida ou propriedade possam estar em perigo, relate a atividade ao departamento de aplicação da lei local.

Em média, existem mais de 16.100.000 voos administrados pela Federal Aviation Administration (FAA) todos os anos. São mais de 44.000 voos por dia e, nos horários de pico, mais de 5.000 aeronaves no céu ao mesmo tempo. Cada voo é cuidadosamente rastreado com sinais de chamada e marcado no radar. Devido a esses números, a segurança das companhias aéreas é a principal prioridade das FAA e, no mundo de hoje, os drones comerciais estão criando um grande problema para os céus lotados.

Se realmente existem OVNIs de origem desconhecida atravessando o céu, a questão é por que a agência governamental com um interesse primordial em segurança da aviação não se preocuparia em investigar cada caso?

ATUALIZAÇÃO 21 de abril de 2020
Depois de compilar o banco de dados da FAA desde que o artigo acima foi escrito, descobriu-se que a FAA continua a arquivar relatórios de ‘OVNIs’ em seu banco de dados de avistamentos de drones. Para baixar as planilhas inteiras, pesquisáveis, .pdf e excel, clique aqui.

(Fonte)


É óbvio que a FAA mantém registros de OVNIs, sejam eles o que forem, inclusive de fenômenos anormais, pois estariam sendo negligentes se não o fizessem.

A questão é que, como qualquer órgão governamental ao redor do mundo, eles querem manter um perfil baixo sobre um assunto que ainda é considerado tabu nos meios “ignorantes”, dos quais fazem parte a maioria da mídia corporativa, da ciência, de órgãos governamentais e da população em geral.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.