Como os extraterrestres veem o planeta Terra

Tempo de leitura: 3 min.

Um “instantâneo” de um exoplaneta distante dá aos astrônomos uma ideia de como ele é.

Como os extraterrestres veem o planeta Terra
Crédito: Universe Inside You

Quando um exoplaneta distante passa em frente ao seu sol e a luz brilha ao seu redor, dá aos astrônomos uma ideia do que o planeta e sua atmosfera são feitos.

Se presumirmos que há vida inteligente em alguns desses planetas, também podemos presumir que eles estão olhando para nós e tentando descobrir a mesma coisa.

Se pudéssemos apenas olhar do espaço profundo na Terra, quando ela passa na frente do Sol, poderíamos ver as assinaturas da vida que nos diriam se um exoplaneta é nosso gêmeo cósmico – idêntico ou fraterno. No ano passado, os astrônomos descobriram uma maneira fazer isto sem a necessidade de uma nave espacial olhando a partir do espaço. Em vez disso, eles olharam para um espelho gigante durante um eclipse lunar.

Espere o quê?

Observações do brilho da Terra na Lua permitem uma oportunidade única de medir a atmosfera terrestre em larga escala. Outra oportunidade é realizada durante um eclipse lunar total que, se visto da Lua, é como um trânsito da Terra em frente ao Sol. Assim, visamos a espectroscopia de transmissão de um trânsito terrestre, rastreando o espectro solar durante o eclipse lunar total de 21 de janeiro de 2019.

Como descrito em um artigo publicado esta semana na revista Astronomy & Astrophysics e resumido em um comunicado de imprensa, o principal autor Klaus Strassmeier, do Instituto Leibniz de Astrofísica em Potsdam, confirmou que um eclipse lunar total em 21 de janeiro de 2019 – quando a Terra passou diretamente entre a Lua e o Sol – era um eclipse total ‘solar’ para quem estivesse olhando para o Sol (com óculos de proteção, é claro) a partir da superfície lunar.

Como sabemos (ou pelo menos podemos presumir com confiança) que ninguém fez isso, Strassmeier e astrônomos que usam o Grande Telescópio Binocular no Arizona aproveitaram a superfície escura e refletiva da Lua e observaram uma imagem espelhada que mostrava a atmosfera da Terra como luz solar. Passou por ele pelas bordas – uma luz filtrada com o nome apropriado “Earthshine” (bilho da Terra).

Como os extraterrestres veem o planeta Terra
Telescópio Binocular Grande (Crédito: NASA)

A atmosfera da Terra contém muitos subprodutos da atividade biológica, como oxigênio e ozônio em associação com vapor de água, metano e dióxido de carbono. Essas moléculas biogênicas apresentam bandas moleculares estreitas atraentes nos comprimentos de onda ópticos e no infravermelho próximo para detecção em atmosferas de outros planetas.

Nosso Earthshine também mostrou traços de sódio, cálcio e potássio – todos os elementos gerados ou necessários à vida humana no planeta. Um planetshine (brilho de planeta) semelhante indicaria, portanto, que um exoplaneta tem ou é capaz de hospedar formas de vida semelhantes ou mesmo humanas, uma vez que descobrirmos como viajar tão longe.

Além do Grande Telescópio Binocular, os astrônomos precisaram do Potsdam Echelle Polarimetric and Spectroscopic Instrument (PEPSI) para separar pequenas absorções de linhas espectrais da atmosfera da Terra do espectro solar normal. Essa combinação permitiu que eles encontrassem dois elementos que não pertencem à atmosfera da Terra – manganês e bário. Em vez da Terra, os astrônomos acreditam que esses dois produtos químicos vieram do Sol.

Eclipse lunar

“Para entender melhor esse fenômeno, os pesquisadores planejam estudar a atmosfera do Sol mais de perto, afim de rastrearem esses dois elementos químicos conspícuos. Fazer isso revelará como eles viajaram do centro do Sol para seus membros, deixando uma marca na atmosfera superior da Terra”, dizem os pesquisadores.

Em entrevista à Inverse, os astrônomos admitiram que têm muito mais a aprender antes de se sentirem confiantes ao identificarem um exoplaneta como um potencial clone da Terra. Isso não deve afasta-os da fantástica conquista de usar a Lua como um espelho para verificar a nós mesmos…

(Fonte)


Obviamente, alienígenas muito mais avançados do que nós, mas que ainda não conquistaram as viagens interestelares, já possuem outros meios mais diretos de verificar o nosso planeta a partir de grandes distâncias. E, é claro, ainda há a possibilidade de que algumas raças mais avançadas já estejam por aqui, nos vendo bem de perto, mas evitando contato.

E eu se fosse eles faria o mesmo.

n3m3

Compartilhe este artigo com a galáxia!

_______

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais, ou use o botão abaixo:


_______

O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

-------
-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.