web analytics
Tempo de leitura: 2 min.

Depois de esmaecer, estrela Betelgeuse intensifica seu brilho

Tempo de leitura: 2 min.

A famosa estrela Betelgeuse, cuja diminuição da luminosidade causou especulações sobre sua possível explosão, reverteu esse efeito de escurecimento e recuperou seu brilho.

Depois de esmaecer, estrela Betelgeuse intensifica seu brilho
Betelgeuse.

Entre outubro e janeiro, o brilho da estrela Betelgeuse, um ponto vermelho muito visível na constelação de Órion, diminuiu em quase três vezes. A luz que vem dessa estrela geralmente sobe e desce, mas nunca nos últimos 150 anos o fez com tanta intensidade. É por isso que os astrônomos começaram a estudá-la e, além disso, muitos fãs se perguntaram se isso não tinha a ver com o fato de Betelgeuse ser uma estrela condenada a explodir em uma supernova entre os dias de hoje e os próximos 100.000 anos.

A última fotografia do disco da estrela mostra que, de fato, Betelgeuse estava obscurecida.

No entanto, os astrônomos confirmaram esta semana que, pela primeira vez desde outubro, o brilho da estrela está aumentando novamente, como pode ser visto no gráfico abaixo.

Um grupo de astrônomos, liderado por Edward Guinan, pesquisador da Universidade de Villanova (EUA), no Astrotelegram.org, um serviço de publicação de anúncios astronômicos pela rede, escreveu:

A fotometria obtida nas últimas duas semanas mostra que Betelgeues parou seu longo declínio – de magnitude, uma medida do brilho de uma estrela. Com base nessas observações, a Betelgeuse definitivamente parou sua queda de brilho e começou um aumento lento. No entanto, eles admitiram que serão necessárias mais medições para descobrir se a estrela está realmente retornando aos níveis de brilho mais comuns.

Por enquanto, devemos esperar.

Deve-se ter em mente que Betelgeuse é uma estrela semi-variável, o que significa que quase sempre experimenta aumentos e quedas de brilho e tamanho. De fato, ela possui dois ciclos de mudanças, um de 400 dias e outro de 2.100, que parecem estar associados a variações de temperatura e densidade da superfície.

Além disso, Betelgeuse é uma supergigante vermelha, uma estrela imensa que está prestes a consumir o combustível que alimenta suas reações de fusão nuclear. Quando isso acontecer, a estrela deverá entrar em colapso e explodir em uma supernova espetacular. A explosão será tão poderosa e a estrela está tão próxima, em escala astronômica (apenas 700 anos-luz), que iluminará as noites tanto quanto uma lua cheia por várias semanas.

(Fonte)

Colaboração: Jacque


Não desanimem, pois eventos grandiosos sempre chegam sem aviso, e este pode ser o caso desta misteriosa estrela. Quando menos esperarem, ela poderá nos surpreender ainda mais… ou não.

– n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.
EnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol