Número de avistamentos do monstro do Lago Ness mais alto em quase 40 anos

Tempo de leitura: 2 min.

Uma contagem dos avistamentos do monstro do Lago Ness em 2019 constata que o famoso criptídeo foi visto 18 vezes, o que é o número mais alto em quase 40 anos.

Número de avistamentos do monstro do Lago Ness mais alto em quase 40 anos

A contagem vem do Registro Oficial de Avistamento do Monstro do Lago Ness, mantido pelo pesquisador de longa data Steve Campbell. Segundo o caçador do Nessie (apelido dado ao suposto monstro), que coleta relatos ao longo do ano e julga a credibilidade dos casos, o número considerável de avistamentos notáveis ​​é o melhor já registrado desde 1983, quando se diz que 20 encontros diferentes ocorreram.

Isto estaria dando prosseguimento a uma tendência que vem se desenrolando nos últimos anos, em que os avistamentos do Nessie aumentam constantemente a um ritmo notável. Para esse fim, para aqueles que mantiveram uma pontuação, 2018 viu 15 avistamentos, 2016 teve 12 e os três anos anteriores a cada um apresentaram sete relatos. Esses números contrastam fortemente com grande parte deste século, na medida em que não era incomum por muitos anos entre 2015 e 2000 ter apenas um ou dois casos.

Campbell creditou dois fatores-chave para esse aumento meteórico de avistamentos nos últimos anos: webcams observando as águas da famosa vista, as quais permitem a qualquer pessoa no mundo detectar a criatura, e um aumento do turismo no lendário marco. Ele também refletiu para um jornal local que a tecnologia moderna ajudou em grande parte, pois “no mundo digital conectado em que vivemos agora, as pessoas estão tirando fotos e enviando-as para nós”, o que é consideravelmente mais fácil do que nos “velhos tempos” em que uma testemunha precisaria ter sua possível foto de Nessie revelada fisicamente em um laboratório e depois enviada pelo correio.

É um tanto irônico que 2019 tenha terminado com um número considerável de avistamentos, já que também foi um ano em que a lenda do monstro que se esconde no Lago Ness foi ainda mais divulgada graças a um estudo de DNA ambiental que sugeria que a criatura era uma enguia gigante. Por sua parte, Campbell discordou das descobertas, argumentando que “o Lago Ness é uma via navegável aberta. Não é um ecossistema fechado”. Deixando esse debate de lado, já que é provável que continue por algum tempo, a questão para 2020 pode ser se veremos ou não outro aumento de avistamentos, ou se o ano passado acabará sendo encarado como o pico de avistamentos do Nessie.

(Fonte)


A criptozoologia é sempre fascinante, e o suposto monstro do Lago Ness encabeça a lista dessas fascinantes possibilidades por séculos.

Mas será mesmo que é algo real, ou simplesmente fruto da imaginação humana? Mas mesmo se lá existir uma criatura criptídea, ela não deveria ser chamada de monstro, pois seria somente um animal ainda não contabilizado nos dias de hoje.

Até agora, por mais que tentem com as mais diversas teses, ninguém pode categoricamente afirmar nada.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.