Mistério astronômico: Asteroide Bennu está cuspindo rochas e a NASA não sabe o porquê

Tempo de leitura: 2 min.

A sonda OSIRIS-REx da NASA orbita o asteroide Bennu desde dezembro de 2018, a cerca de 160 milhões de quilômetros do Sol. E uma descoberta recente sobre a rocha espacial de 490 metros faz os cientistas coçarem a cabeça, relata o site Wired: Bennu continua cuspindo pedras para o espaço, algumas delas de alguns metros de largura.

Mistério astronômico: Asteroide Bennu está cuspindo rochas e a NASA não sabe o porquê
A NASA não sabe porque as rochas estão sendo cuspidas pelo asteroide Bennu. Imagem: NASA / Goddard / Universidade do Arizona / Lockheed Martin

Conforme detalhado em um artigo publicado na revista Science na semana passada, os pesquisadores da NASA observaram o asteroide ejetando matéria “de locais não-notáveis ​​em Bennu”. Eles observaram Bennu vomitando pequenas rochas pelo menos três vezes desde janeiro de 2019.

Dante Lauretta, pesquisador principal do OSIRIS-REx na Universidade do Arizona, Tucson, disse em comunicado:

Entre as muitas surpresas de Bennu, as ejeções de partículas despertaram nossa curiosidade, e passamos os últimos meses investigando esse mistério. Esta é uma grande oportunidade para expandir nosso conhecimento de como os asteroides se comportam.

Os pesquisadores estão tentando descobrir o que está causando esses ‘eventos de ejeção’.

Carl Hergenrother, astrônomo da Universidade do Arizona, disse ao Wired:

Ninguém nunca viu um asteroide ativo de perto assim. Não faz muito tempo que a sabedoria convencional era de que os asteroides eram esses corpos que não mudaram muito.

Os cientistas têm várias teorias. Impactos de meteoroides poderiam ter causado Bennu de ejetar fragmentos menores. Ou as temperaturas da superfície em movimento descontrolado do asteroide podem desalojar as rochas em um processo chamado “fratura por estresse na superfície”. Como alternativa, o vapor de água pode estar causando pressão, fazendo com que as partículas se soltem em fendas e poros nas rochas.

Por enquanto, porém, os cientistas ficam com mais perguntas do que respostas.

Hergenrother disse ao Wired:

O que estamos vendo é algo que nunca poderíamos ver do chão. Portanto, a pergunta que ainda está em nossas mentes é: estamos vendo um processo de menor intensidade, semelhante ao que acontece em outros asteroides ativos, ou isso é algo completamente diferente?

(Fonte)


Posso até imaginar um ET com uma picareta, garimpando no asteroide Bennu e jogando as rochas para fora dele. 😀

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.