“Temos poucas chances de distinguir artefatos de ETs de objetos celestes naturais”, diz cientista

Tempo de leitura: 3 min.

O físico britânico Stephen Wolfram acredita que a vida inteligente extraterrestre é inevitável, mas com uma ressalva. Embora a vida inteligente seja inevitável, nunca a encontraremos – pelo menos não pesquisando na Via Láctea.

"Temos poucas chances de distinguir artefatos de ETs de objetos celestes naturais”, diz cientista
Crédito da imagem: news18

Wolfram ressalta que, para comprimir cada vez mais informações em nossos sinais de comunicação, sejam elas conversas por telefone celular ou computador, removemos toda redundância ou padrão. Se algo em um sinal se repetir, ele poderá ser excluído. Mas esse processo de remoção de qualquer padrão de um sinal faz com que o sinal pareça cada vez mais aleatório – na verdade, bem parecido com o “ruído” aleatório do rádio que chove na Terra vindo de estrelas e nuvens de gás interestelares.

De acordo com Wolfram, se alguém transmitisse nossos próprios sinais de comunicação do século XXI do espaço, seria difícil determinar se eram artificiais ou naturais. Então, que chance temos de distinguir uma comunicação ET do rádio geral estático do cosmos?

Em sua magnum opus, “A New Kind of Science” (Um Novo Tipo de Ciência), Wolfram, sugere que a inteligência extraterrestre é inevitavelmente difícil de definir e reconhecer.

Ele escreveu:

Geralmente se supõe que a detecção de sinais extraterrestres de uma computação matemática sofisticada forneça evidências para a inteligência extraterrestre.

Mas as descobertas em um novo tipo de ciência mostram que essa computação pode realmente ser produzida por regras subjacentes muito simples – de tipos que podem ocorrer em sistemas físicos simples, com nada como o que normalmente consideramos inteligência. O resultado é uma nova visão do caráter da inteligência e uma coleção de idéias sobre a natureza do objetivo, e reconhecê-lo nas extrapolações finais da tecnologia.

O paradoxo do Oumuamua

Como Avi Loeb, de Harvard, sugeriu sobre o objeto interestelar Oumuamua, o primeiro objeto interestelar conhecido detectado passando pelo Sistema Solar em 19 de outubro de 2017, alguns artefatos de ETs poderiam parecer muito mais com artefatos naturais. Loeb chegou às manchetes em todo o mundo em 2018, quando sugeriu que o Oumuamua, com uma forma oblonga extrema até 10 vezes maior que a largura, poderia realmente ser uma espaçonave alienígena. Uma análise de sua trajetória sugere que o artefato veio de um lugar muito além do sistema solar, em algum lugar da constelação de Lyra, em direção à constelação de Pegasus.

Astrônomos de todo o mundo tentaram detectar sinais de rádio para ver se podiam determinar o que era. Seria um fragmento de um asteroide antigo, um cometa estranho? Ou era algo mais? Uma possibilidade, sugere Loeb, não é mais especulativa do que a existência de energia escura ou matéria escura.

É fácil distinguir artefatos tecnológicos, como um carro, de objetos naturais como uma árvore. A árvore é muito mais complicada.

Mas, diz Wolfram:

Isso ocorre simplesmente porque nossos artefatos tecnológicos são primitivos. À medida que se tornam mais complexos (com processadores de computador que lhes permitem tomar decisões momento a momento) eles começam a parecer tão complexos quanto árvores, pessoas e estrelas.

Temos poucas chances, ele sugere, de distinguir um artefato de ETs de um objeto celeste natural.

Se Wolfram estiver certo e os ETs estiverem lá fora, mas não conseguiremos reconhecê-los em suas comunicações ou em seus artefatos, é claro que eles poderiam estar aqui no Sistema Solar e não teríamos percebido.

O Universo computacional

Wolfram acha que os ETs não vão querer viajar para a Terra – ou para qualquer outro lugar. Na visão de Wolfram, tudo no Universo é o produto de um programa de computador. De fato, ele imagina um universo virtual cibernético de todos os programas de computador concebíveis, desde o mais simples até o mais complexo. Esse “universo computacional” contém tudo, desde o sistema operacional Apple Macintosh até um programa para criar uma nave estelar mais rápida que a luz.

Wolfram acredita que encontrou o grande segredo da natureza – como ela gera a complexidade do mundo, de um rododendro a uma árvore e uma galáxia espiral barrada, aplicando regras simples repetidas vezes como programas de computador simples. Wolfram chegou a essa conclusão notável no início dos anos 80, quando descobriu que o tipo mais simples de programa de computador – conhecido como autômato celular – pode gerar complexidade infinita se sua saída (output) for repetidamente realimentada como entrada (input).

O grande segredo da natureza

Wolfram encontrou evidências de que o tipo de programa de computador que produz complexidade infinita pode ser implementado não apenas sistemas de moléculas biológicas, mas em todos os tipos de sistemas físicos – nuvens caóticas de gás, sistemas de partículas subatômicas e assim por diante. Ele conclui que em todo o Universo a vida – embora definitivamente não seja a que conhecemos – surgirá espontaneamente. É uma característica fundamental da matéria.

A existência desse universo computacional é crucial. Mas a realidade é que seria mais fácil e mais eficiente para uma civilização extraterrestre ficar em casa e usar um computador para pesquisar programas úteis no universo computacional, em vez de tentar obter as mesmas informações procurando por extraterrestres para conversar entre os 200 Bilhões ou mais estrelas na Via Láctea. “É um jogo de números simples”, diz Wolfram.

Ele diz:

Tudo é gerado por programa de computador, e isso inclui você e eu. Alguém do outro lado do Galaxy poderia ter encontrado o programa de computador para você e estar conversando com você neste exato momento.

(Fonte)


A tese de Wolfram realmente joga areia, e muita, na paçoca do Instituto SETI, que insiste em querer escutar por sinais de rádio vindos de de civilizações extraterrestres, e ele pode estar certo quanto ao que afirma a respeito da tecnologia alienígena.

Mas será que ele está certo quanto ao Universo Computacional?

Talvez nunca saberemos.

n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais, ou use o botão abaixo:



ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

-------

BOMBANDO NO planetaabsurdo.com.br:

PRESENTE PARA BEBÊ COMPRADO EM LOJA DA FLÓRIDA CONTINHA UM RIFLE CARREGADO

-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.