Astronauta da NASA descreve encontro com asteroide durante missão Apolo

Tempo de leitura: 2 min.

O ex-astronauta da NASA lembrou o incidente quando a espaçonave Apolo 9 quase foi atingida por um asteroide.

Astronauta da NASA descreve encontro com asteroide durante missão Apolo
Foto meramente ilustrativa.

Segundo o astronauta, o quase acidente com a rocha espacial aconteceu quando ela passou pela mesma altitude do módulo Apolo.

Rusty Schweickart serviu como piloto do módulo lunar da missão Apolo 9 da NASA. Lançado oficialmente em 1969, marcou o terceiro voo espacial humano no programa Apolo da agência.

Para a missão, Schweickart e os astronautas James McDivitt e David Scott viajaram para a órbita baixa da Terra. Seu principal objetivo era testar os sistemas de propulsão de subida e descida do módulo em preparação para uma missão lunar.

Enquanto os astronautas admiravam a Terra do espaço, Schweickart notou que ele e seus colegas viram um clarão na atmosfera da Terra, logo abaixo do módulo.

Schweickart disse em declaração:

Durante a missão Apollo 9, fizemos uma experiência, observando a espetacular Terra noturna, observando as frentes meteorológicas, tempestades e relâmpagos, uma visão realmente fantástica pela janela.

Então, não se sabe quem disse isso primeiro, mas um de nós disse que viu um pequeno flash lá embaixo e alguém disse ‘sim, eu também vi’, mas você não o teria mencionado se a primeira pessoa não tivesse dito isto.

Os astronautas então perceberam que o objeto era uma pequena rocha espacial que queimara na atmosfera da Terra. Ao saber que era um meteoro, Schweickart e seus colegas perceberam que a rocha espacial quase atingiu o módulo antes de atingir o planeta.

Ele disse:

E então percebemos: era um meteoro queimando abaixo de nós. Uau, abaixo de nós – o que significava que desceu através da nossa altitude!

Schweickart falou sobre sua experiência angustiante com a Agência Espacial Europeia (ESA), enquanto esta prepara sua próxima missão de defesa planetária. Apelidado de Hera, a missão tem como objetivo estudar o efeito do Teste de Redirecionamento de Duplo Asteroide da NASA, que envolve a colisão intencional de uma nave espacial nos asteroides binários de Didymos em algum momento de 2022.

Schweickart disse:

Com o Hera, poderemos validar uma proporção significativa do que uma espaçonave de observação operacional faria: por exemplo, descubrir como podemos determinar com precisão a órbita pós-impacto – qual é o nível de precisão que alcançaremos?

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

(Fonte)


Quando li o artigo, fiquei imaginando se a NASA, naquela época, conseguiria determinar a causa do acidente se o asteroide atingisse e destruísse a nave.

Certamente, várias teorias da conspiração seriam levantadas.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.