Poderiam seres com três dedos em cada mão ter existido na Terra?

Tempo de leitura: 3 min.

Recentemente, foi publicado aqui no OH uma nova notícia a respeito das famosas múmias de Nazca com três dedos (tridáctilas) e um geoglifo descoberto no Chile, que pode ter uma associação às múmias.

Poderiam seres com três dedos em cada mão ter existido na Terra?
Teriam seres com três dedos existido a Terra? Crédito: FICCV

Naquele artigo, foi reportado que a Universidade Nacional San Luis Gonzaga, no Departamento de Ica do Peru, irá examinar esses supostos seres com três dedos de forma neutra, e que seja qual for a verdade a respeito do caso, o público irá saber.

Mas embora a origem dessas múmias ainda não tenha sido determinada com certeza, com arqueólogos tradicionais de um lado dizendo que se trata de uma farsa, e pesquisadores do outro lado dizendo que se trata do achado do século, um fato intrigante que também foi publicado naquele artigo é o de que foi encontrado na encosta de uma montanha no deserto do Atacama, no Chile, um enorme geoglifo de um ser tridáctilo.

A entidade que publicou a respeito desse interessante geoglifo foi a Fundação Internacional para a Cultura e Ciência da Vida e o incansável pesquisador do assunto, nosso agente extraordinário e amigo Marcelino, entrou em contato com a entidade para tentar conseguir uma entrevista com o OVNI Hoje.

Veja abaixo a resposta do seu primeiro contato com aquela instituição:

Olá, que prazer ouvir de você e que alegria que nossa difusão esteja sendo um grão de areia neste conhecido caso das múmias de Nazca.

Primeiro queremos dizer que se trata da divulgação de um geoglifo que foi descoberto e registrado entre 5 mil existentes na área. Talvez o nosso mérito seja dar a importância de ligá-lo aos seres humanoides de três dedos e mãos encontrados em Palpa-Nazca.

Aqui no Chile ainda não há consciência do que esse geoglifo poderia significar. Por outro lado, estamos conversando com a autoridade local para fazê-los ver um pouco as magnitudes que isso poderia alcançar, se a veracidade desses seres for oficialmente confirmada.

A comuna de Huara seria privilegiada por ter, até agora, o único geoglifo com essas características no mundo. Estamos convencidos de que esse será o caso.

Nosso presidente e co-fundador, o Dr. Mario Esparza, é um microbiólogo de profissão e foi capaz de revisar os exames existentes [das múmias] até agora, e ele assegura que se tratam de seres biológicos que não coincidem com o DNA conhecido até hoje. Isso não significa que eles sejam seres não-terrestres e somos enfáticos quanto a isso.

Por fim, queremos dizer neste momento que estamos agradecidos pelo interesse em nos entrevistar, mas no momento estamos interessados que seja divulgado o principal, isto é, o geoglifo do ser tridáctilo e não a nós. Sim, é possível que citem nossas palavras ou usem nossas imagens com a única condição, que mencionem nossa fundação, nosso site e, claro, a comuna de Huara.

Uma grande saudação da FICCV para todos os seus seguidores e para você um grande abraço. Isso está apenas começando e, para começar, digo que em mais algumas horas enviaremos ao nosso canal um novo vídeo relacionado à mesma área em que esse espetacular geoglifo está localizado.

Saudações, atenciosamente,

Javier Derpich V., co-fundador da FICCV

A descoberta desse antigo geoglifo parece mesmo apoiar a ideia de que no nosso passado poderíamos ter sido visitados por seres com três dedos, ou pelo menos que eles seriam originários do nosso próprio planeta e agora são uma raça extinta. Mas obviamente, sem estudos mais aprofundados, tudo isso não passa de especulação.

Já no início de novembro, de acordo com o que a Universidade Nacional San Luis Gonzaga informou, teremos um veredito que poderá ser, ou um prego final lacrando a tampa do caixão das múmias de Nazca, ou sua abertura para o mundo como sendo o achado arqueológico mais extraordinário de todos os tempos, e ainda mais controvérsias.

Veja abaixo o link para o vídeo publicado pela FICCV, seguido de mais algumas fotos:

Poderiam seres com três dedos em cada mão ter existido na Terra?
Crédito: FICCV
Comuna Huara, Chile Crédito: Google Earth
Crédito: FICCV

Mas por que o geoglifo só mostra três dedos em cada mão e não nos pés?

Bem, uma resposta à essa questão é que esses seres, como qualquer humano também o faria, usava algum tipo de calçado, o que ocultaria o número de dedos dos pés, e foi isso que foi representado no geoglifo.

De qualquer forma, ainda teremos que aguardar para termos mais informações tanto quanto ao geoglifo quando as múmias.

Enquanto isso, sinceros agradecimentos à FICCV, e especialmente ao Marcelino pela sua costumeira disposição em enriquecer as informações aos leitores do OH.

n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais.

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

-------

BOMBANDO NO planetaabsurdo.com.br:

PORCOS VIVOS SÃO USADOS EM TESTES DE COLISÃO DE AUTOMÓVEIS

-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.