Satélite da NASA avista misteriosas luzes coloridas que logo desapareceram

Tempo de leitura: 2 min.


Manchas verdes e azuis surgiram no espaço, e então … sumiram!

Satélite da NASA avista misteriosas luzes coloridas que logo desapareceram
Uma fonte verde apareceu em uma imagem da galáxia do Fireworks antes de desaparecer rapidamente. NASA

O observatório de raios-X NuSTAR da NASA descobriu algo um pouco estranho. Enquanto estava obtendo imagens da galáxia do Fireworks, o NuSTAR avistou várias fontes brilhantes misteriosas de luz de raios-X, aparecendo como manchas verdes e azuis. Dentro de dias, as bolhas haviam desaparecido.

Um estudo recente, publicado no Astrophysical Journal, oferece possíveis explicações para o aparecimento da bolha verde perto do centro da galáxia, que apareceu e desapareceu em dias. O principal objetivo das observações do NuSTAR era examinar uma supernova – uma enorme explosão estelar. A bolha verde, conhecida como fonte de raios X ultraluminosa (ULX), mostrada na parte inferior da galáxia na imagem acima, não apareceu durante a primeira observação, mas apareceu durante a segunda, 10 dias depois.

Outro telescópio espacial, o Observatório de Raios-X Chandra da NASA, olhou novamente e encontrou o objeto, ULX-4, desaparecendo rapidamente.

Hannah Earnshaw, pesquisadora de pós-doutorado da Caltech e principal autora do estudo, informou em comunicado:

Dez dias é um período muito curto para que um objeto tão brilhante apareça.

Normalmente, com o NuSTAR, observamos mudanças mais graduais ao longo do tempo, e muitas vezes não observamos uma fonte várias vezes em rápida sucessão.

Nesse caso, tivemos a sorte de perceber uma mudança de fonte com extrema rapidez, o que é muito emocionante.

É possível que a luz fosse de um buraco negro consumindo outro objeto como uma estrela, sugere o estudo.

Quando os objetos se aproximam demais de um buraco negro, eles podem ser arrebentados pela gravidade, e seus detritos são puxados para uma órbita próxima ao redor do buraco negro. O material na borda interna do disco se move tão rapidamente que “aquece até milhões de graus e irradia raios-X”, diz a NASA.

Para referência, a superfície do Sol é de cerca de 5.500 graus Celsius. A maioria dos ULXs dura muito tempo, porque é formado por objetos densos como buracos negros, os quais ‘alimentam’ uma estrela por um longo tempo. Fontes de raios-X de vida curta como este ULX não são tão comuns, então sua aparência pode ser explicada por um cenário como um buraco negro que destrói rapidamente uma pequena estrela.

Pode haver outras explicações possíveis para a aparição da luz verde. Os autores do estudo sugerem que sua fonte poderia ser uma estrela de nêutrons, um objeto extremamente denso criado a partir da explosão de uma estrela que não era grande o suficiente para criar um buraco negro.

A massa de uma estrela de nêutrons é semelhante à do Sol, mas ela tem apenas do tamanho de uma cidade grande. Portanto, as estrelas de nêutrons podem puxar o material e fazer com que os detritos se movam muito rapidamente em um disco, semelhante a um buraco negro. Isso pode criar fontes de raios-X ultraluminosos de alimentação lenta, mas os processos que produzem a luz dos raios-X diferem ligeiramente daqueles dos ULXs formados por buracos negros.

Estrelas de nêutrons podem criar fortes campos magnéticos que formam ‘colunas’ e levam material à superfície. No processo, elas geram fortes raios-X. No entanto, se a estrela está girando super-rapido, o material não pode alcançar a superfície e criar essas explosões de raios-X. É como uma capa de invisibilidade – os astrônomos não podem ver a assinatura de raios-X da estrela de nêutrons. Mas se de alguma forma o material se infiltrar, a capa da invisibilidade falha.

Isso poderia explicar por que o ULX-4 apareceu rapidamente e desapareceu.

Earnshaw disse no comunicado:

Esse resultado é um passo para entender alguns dos casos mais raros e extremos em que a matéria se acumula em buracos negros ou estrelas de nêutrons.

(Fonte)


Essas são somente teses sobre as luzes misteriosas, com base no que os cientistas sabem até agora sobre o universo, mas que podem estar longe da real causa dessas misteriosas luzes.

Bem como as rajadas rápidas de rádio – que têm intrigado os cientistas e que alguns até mesmo acreditam serem sinais de civilizações alienígenas avançadas – ainda não há nada conclusivo a respeito de suas origens.

n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais.

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

-------

BOMBANDO NO planetaabsurdo.com.br:

MARÉ MAIS ALTA EM MAIS DE 50 ANOS INUNDA VENEZA - DEIXA CIDADE DE JOELHOS

-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.