Revelado plano orbital para a estação espacial lunar

Tempo de leitura: 1 minuto


Os planejadores de missão da NASA e da ESA determinaram o caminho orbital do próximo Portal lunar.

Revelado plano orbital para a estação espacial lunar

Cinquenta anos após o pouso histórico da Apolo 11, a humanidade está planejando um retorno triunfal à superfície lunar com o objetivo de não apenas caminhar na Lua, mas também viver e trabalhar lá.

O primeiro passo será a construção de uma nova estação espacial conhecida como Plataforma Orbital Lunar – Gateway (de sigla em inglês, LOP-G) – um posto avançado permanente que irá orbitar a Lua. Ao fornecer um refúgio seguro na órbita lunar, a estação funcionará como uma casa longe de casa para os astronautas que poderão descansar e reabastecer entre as missões. A estação também servirá como uma importante área de preparação para futuras missões tripuladas a Marte.

Agora, a NASA e a ESA se manifestaram para revelar a trajetória orbital que a Gateway lunar tomará e, ao contrário da Apolo 11, sua órbita será altamente elíptica – chegando a 3.000 km da Lua em seu ponto mais próximo e incríveis 70.000 km mais distante.

Atualmente, o plano é que o Portal Lunar seja construído em órbita lunar durante os anos 2020. A NASA tem como objetivo colocar um homem e uma mulher na superfície lunar até 2024.

“Mal podemos esperar para ver este ambicioso empreendimento internacional realizado”, disse Rolf Densing, da ESA.

Você pode ver uma animação da órbita proposta da estação abaixo:

(Fonte)

Colaboração: Lênio


Intrigante o fato da órbita ser tão afastada da Lua. Isso já gera inúmeras razões para conspirações, como por exemplo, estando a estação espacial lunar tão fastada da Lua, ver o que realmente existe no lado oculto da Lua será um privilégio reservado somente para poucos.

n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais.

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.



Participe dos comentários mais abaixo…