Margens de lago de lua de Saturno pode conter minerais estranhos

Química dos lagos e atmosfera em Titã, uma lua de Saturno, pode gerar elementos surpreendentes.

Margens de lago de lua de Saturno pode conter minerais estranhos
Ilustração de como poderia ser a superfície de Titã, com seus lagos.

“Para confirmar se os lagos da lua de Saturno, Titã, têm anéis de co-cristais e outros cristais de hidrocarbonetos desconhecidos, os cientistas terão que esperar até que uma espaçonave visite suas margens”, disse Morgan Cable, do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, no Instituto de Tecnologia da Califórnia.

As frígidas margens do lago da lua de Saturno, Titã, podem estar incrustadas com minerais estranhos e anormais, de acordo com uma nova pesquisa. Cientistas que recriam as condições de Titã em seu laboratório descobriram novos compostos e minerais não encontrados na Terra, inclusive um co-cristal feito de acetileno e butano sólidos.

Cyril Grima, pesquisador associado do Instituto de Geofísica da Universidade do Texas, em Austin, que não fazia parte da pesquisa do JPL, disse:

A atmosfera de Titã é muito complexa e sintetiza moléculas orgânicas complexas – os tijolos da vida. Ela pode atuar como uma espécie de laboratório, onde você pode ver como moléculas básicas podem ser transformadas em moléculas mais complexas que poderiam levar à vida. Além disso, também se acredita que haja um oceano de água líquida sob a crosta de gelo.

O acetileno e o butano existem na Terra como gases e são comumente usados ​​para soldagem e para combustível de fogões de acampamento. Em Titã, com temperaturas extremamente baixas, o acetileno e o butano são sólidos e se combinam para formar cristais, descobriu a nova pesquisa.

O novo mineral pode ser responsável pelos “anéis de banheira” que são suspeitos de existir perto dos lagos de hidrocarbonetos de Titã, de acordo com Cable, que apresentará a nova pesquisa na Conferência de Ciências Astrobiológicas de 2019.

Os lagos de Titã estão cheios de hidrocarbonetos líquidos. Pesquisas anteriores usando imagens e dados coletados durante a missão Cassini mostraram que os lagos nas regiões secas dessa lua, perto do equador, contêm sinais de material evaporado deixado para trás, como anéis em uma banheira.

Para criar condições semelhantes às de Titã no laboratório, os pesquisadores começaram com um criostato personalizado, um aparelho para manter as coisas frias. Eles encheram o criostato com nitrogênio líquido para baixar a temperatura. Então eles aqueceram a câmara ligeiramente, então o nitrogênio se transformou em gás, que é principalmente o que a atmosfera de Titã contém. Em seguida, eles jogaram o que abunda em Titã, metano e etano, bem como outras moléculas contendo carbono, e analisaram o que se formou.

As primeiras coisas a abandonar a sopa de hidrocarbonetos Titã foram os cristais de benzeno. O benzeno é talvez mais conhecido como um componente da gasolina e é uma molécula em forma de floco de neve feita de um anel hexagonal de átomos de carbono. Mas o benzeno de Titã provocou uma surpresa: as moléculas se rearranjaram e permitiram que as moléculas de etano entrassem, criando um co-cristal.

Os pesquisadores então descobriram o co-cristal de acetileno e butano, que é provavelmente muito mais comum em Titã do que os cristais de benzeno, baseado no que é conhecido sobre a composição daquela lua, disse Cable.

No clima frio da lua, os co-cristais de acetileno podem formar anéis ao redor dos lagos da lua, enquanto os hidrocarbonetos líquidos evaporam e os minerais precipitam – da mesma forma que os sais podem formar crostas nas margens dos lagos e mares da Terra, segundo Cable.

Ele disse:

Ainda não sabemos se temos esses anéis de banheira. É difícil ver através da atmosfera nebulosa de Titã.

(Fonte)

Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.


Recentemente a NASA comentou sobre a possibilidade de vida em Titã, embora seu ambiente seja completamente inóspito para a vida humana.

Realmente não sabemos que outros tipos de vida o Universo pode conter, e em quais ambientes ela prospera. Contudo, aqui mesmo na Terra já descobrimos diferentes tipos de vida fazendo coisas surpreendentes que deixaram os cientistas estupefatos, como por exemplo, um molusco que come rocha e evacua areia.

Se aqui mesmo encontramos tais bizarrices, nem podemos imaginar que outras coisas estranhas para nós serão encontradas lá fora. Assim, não será de se espantar se algum dia descobrirem que Titã abriga muitas espécies de vida extraterrestre.

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.