Os alienígenas impediram a guerra nuclear – Edgar Mitchell analisado

Tempo de leitura: 7 min.


Será que os alienígenas impediram a guerra nuclear em nosso planeta? Uma pessoa de renome que também fez esta declaração foi o famoso e agora saudoso astronauta Edgar Mitchell. Saiba mais…

alienígenas impediram a guerra nuclear

Nos últimos anos, histórias sobre como nos envolvemos com outras espécies têm sido comuns. De Annunakis a várias histórias sobre os nórdicos do espaço que as pessoas falam regularmente, ouvimos quase todo tipo de história alienígena possível. Outros até mesmo dizem que somos governados por reptilianos!

No entanto, uma história que tem sido comentada por muito tempo foi a suposta interrupção de um lançamento de mísseis nucleares durante a era da Guerra Fria. Quando as relações soviéticas e norte-americanas atingiram o nível mais baixo de todos os tempos, parecia que o mundo poderia estar caminhando para o tipo de guerra da qual nunca mais poderia retornar.

No entanto, de acordo com vários vídeos, fontes e especulações ao longo dos anos, isso não foi impedido pela diplomacia de alto nível e pelo bom senso, mas sim por uma espécie alienígena. Não temos dúvidas de que nem todos os vídeos do YouTube do evento são confiáveis, mas haveria realmente uma fonte verificável?

Até recentemente, isso foi feito com muita desconfiança. Embora seja bom acreditar que isso tenha acontecido, a falta de provas tornou o fato mais esperançoso do que autêntico.

Isso foi, é claro, até que o astronauta da Apolo 14, Edgar Mitchell, abriu a boca. Mitchell, que infelizmente faleceu em 4 de fevereiro de 2016, com 85 anos, falou em agosto de 2015 sobre sua crença de que “terceiros” nos salvaram de nos obliterarmos na guerra nuclear. No meio de todos os especialistas e nomes lá fora, Mitchell é um dos mais altos e confiáveis ​​a colocar peso por trás dessa teoria.

Falando ao Huffington Post no Reino Unido, Mitchell disse que o White Sands (EUA) era um campo de testes para armas atômicas – e é nisso que os extraterrestres estavam interessados. Eles queriam saber sobre nossas capacidades militares.

Minha própria experiência conversando com as pessoas deixou claro que os ETs estavam tentando nos impedir de ir à guerra e queriam ajudar a criar a paz na Terra…

-Edgar Mitchell

Então, há alguma verdade nisso? O Mitchell dizia tem algum peso real por trás disso? Ou seria um suspiro de despedida de um especialista que só queria lançar uma pequena granada na discussão? Vamos dar uma olhada em todas as informações disponíveis para nos ajudar a discernir se isso pode ou não ter alguma viabilidade.

Embora entender essas coisas geralmente seja um desafio, tentamos dividi-las da maneira mais lógica possível, usando todas as informações coletadas. Não acredite apenas em nós, no entanto; confira todas as informações fornecidas por si mesmo/a!

O histórico de Edgar Mitchell

Mitchell é um nome de alguma reputação quando se trata do mundo de outras espécies e até mesmo quando se trata de conspirações. Afinal, ele trabalhou com a NASA na missão Apolo 14; ele foi apenas o sexto homem a andar na Lua.

Mitchell nasceu em 17 de setembro de 1930 em Hereford, Texas. De lá, ele se mudou durante a era da Depressão para Artesia, Novo México, com sua família de fazendeiros.

Graduou-se no Artesia High em 1948 e depois recebeu um BoS em Gestão Industrial pelo Carnegie Institute of Tech em 1952. Após passagens na Marinha dos EUA, Mitchell passou por um BoS em Engenharia Aeronáutica e um DoS em Aeronáutica e Astronáutica no Massachusetts Institute of Technology. Em 1964, ele era um especialista extremamente experiente e bem treinado.

No entanto, o seu desenvolvimento e crescimento estava longe de ser atingido ainda! Eventualmente, ele passou um tempo trabalhando com aviação enquanto trabalhava como oficial de baixo escalão na Marinha, em Rhode Island. Terminando seu treinamento de voo em meados dos anos 50, ele acumulou mais de 5.000 horas de voo.

Foi essa experiência e desenvolvimento que ajudou Mitchell a se tornar tão famoso, quando finalmente se juntou à NASA. Selecionado para ser astronauta em 1966, ele deixou a Marinha para ir para a NASA e foi treinado como piloto de módulo Lunar para a Apollo 10. Ele então serviu como piloto do ML para a Apolo 14, pousando no Modulo Lunar conhecido como ‘Antares’ em Fra Mauro. Juntamente com Alan Shepard, eles lançaram experimentos lunares na superfície com quase 100 quilos de amostras lunares coletadas para serem levadas de volta à Terra.

Como parte da Apolo 14, ele estava envolvido em alguns feitos muito importantes; eles se tornaram a primeira equipe a usar um transportador de equipamento móvel e também executaram a maior distância percorrida a pé na superfície lunar. Entre outros talentos, Mitchell registrou mais de 200 horas de tempo no espaço e foi especificamente designado para servir como backup para a Apolo 16.

Em 1972, ele finalmente se aposentou do seu trabalho com a NASA. Eventualmente, ele recebeu uma Medalha Presidencial da Liberdade pelo então Presidente Richard Nixon.

Foi sua imensa capacidade como líder e um homem inteligente que levou à sua promoção à sua posição dentro da NASA, bem como sua capacidade de assumir o comando quando necessário. No entanto, Mitchell também tinha um traço diferente – por um lado, seus pontos de vista sobre o “mundo exterior” eram um pouco diferentes do que estávamos acostumados a ouvir!

Além disso, ele teve vários desentendimentos com o governo depois de seu tempo na NASA. Por exemplo, descobriu-se que ele estava vendendo uma câmera usada no Apolo 14 em um leilão, o que não deixou o governo dos EUA particularmente feliz. Bonhams, o leiloeiro, removeu o item da lista e isso causou um pouco de atrito. Isso levou à promulgação do HR 4158 pelo Congresso, o que significa que todas as propriedades da missão espacial Apolo, Mercúry e Gemini eram agora plena e oficialmente pertencente ao governo.

Esse traço único e essa maneira bastante interessante de ir além do óbvio governamental provocou um pouco de interesse em sua personalidade e em sua vida fora das missões da NASA. Dado seu amor por interesses bastante singulares – atividade paranormal, por exemplo -, Mitchell logo se tornou uma voz bastante significativa para os teóricos da conspiração e para aqueles que queriam acreditar em algo diferente do que nos diziam.

Crenças Únicas

Uma das partes mais interessantes da mentalidade de Mitchell, no entanto, era sua abordagem de mente aberta a respeito do “outro” mundo. Por exemplo, ele tinha a mente aberta e bastante positiva sobre a possibilidade de coisas como a cura remota. De fato, Mitchell afirmou ter trabalhado com alguém de Vancouver, um curandeiro remoto conhecido apenas como Adam Dreamhealer. Supostamente sofrendo de câncer renal, ele trabalhou com o curandeiro remoto e teve toda a doença removida de seu corpo entre 03 de dezembro e 04 de junho.

Tendo passado por um ultra-som e uma ressonância magnética, descobriu-se que muitos dos seus problemas foram consistentes com a existência do câncer. No entanto, a “irregularidade” foi embora, e “nós não a vemos desde então”, de acordo com Mitchell antes de sua morte. Foi essa abordagem de mente aberta para o resto do mundo que não só atraiu considerável atenção na direção de Mitchell, como também fez sua opinião parecer um pouco mais confiável. Enquanto outros astronautas aderiram ao roteiro dado, Mitchell não teve nenhum problema em apresentar sua própria versão do que ele acreditava estar ocorrendo em torno de nós em todos os momentos.

De fato, suas opiniões sobre coisas como governança eram igualmente interessantes. Como um dos primeiros e proeminentes defensores de uma Assembléia Parlamentar Nacional das Nações Unidas – mais ou menos um governo mundial – ele era uma figura proeminente para promover esse ideal global. Isso combina bem com sua visão mais singular do mundo como um todo e se encaixa perfeitamente em sua crença em outras espécies.

Foi seu compromisso e desejo de ver a mudança que fez dele um crítico tão conhecido do mundo moderno – antes de sua morte, muitos de seus pontos de vista foram vistos pelos defensores de teorias alternativas como prova sólida de que não estamos sendo informados de tudo que poderíamos/deveríamos estar sendo.

Mitchell e os OVNIs

Uma das partes mais marcantes de sua vida pós-NASA, no entanto, foi o amor e o compromisso de deixar o mundo saber o que ele achava estar realmente por aí. Mitchell expressou publicamente sua crença em alienígenas e outras formas de vida muitas vezes, afirmando que estava “90% certo de que muitos dos milhares de objetos voadores não identificados, ou OVNIs, registrados desde a década de 1940, pertencem a visitantes de outros planetas”.

De fato, ele mesmo afirmou em uma entrevista de abril de 1996 na Dateline NBC que ele tinha falado com “funcionários de três países” que alegaram ter tido experiências pessoais com outras formas de vida. Foi essa abordagem aberta e brutalmente honesta de discutir sobre extraterrestres e outras formas de vida que rapidamente tornou o nome de Mitchell conhecido junto àqueles envolvidos com a descoberta e o aprendizado de OVNIs.

Mais interessante, porém, era a sua abordagem de que havia muitos acobertamentos acontecendo. Ele até alegou que o governo dos EUA tinha sido fornecido com segredos de engenharia sonora que tinham sido usados ​​para promover a nação tecnologicamente.

Como você pode ver, Mitchell não era do tipo que gostava de seguir as regras!

Na verdade, ele até escreveu um livro sobre isso chamado
The Way of the Explorer” (“O Caminho do Explorador”), que examinou mais profundamente como ele descobriu tantas informações sobre o espaço e as possíveis maravilhas que nos esperam lá fora. Se você deseja saber mais sobre sua experiência pessoal, recomendamos que você obtenha uma cópia do livro dele em algum lugar.

No entanto, a história de Mitchell e OVNIs é muito diferente do que as pessoas podem esperar.

Em 2004, ele afirmou que os EUA estavam em um estágio recebendo bastante assistência de formas de vida alienígenas. No entanto, ele também afirmou, ao conversar com o St. Petersburg Times, que uma equipe de pessoas dentro do governo dos EUA estava envolvida em estudar os corpos de alienígenas recuperados, e que esses grupos específicos pararam de fornecer atualizações e informações a qualquer presidente dos EUA depois quee John F. Kennedy foi assassinado. Isso tudo soa um pouco louco agora? Pode apostar.

Esta é uma insinuação assustadora de que há muito trabalho acontecendo em segundo plano, e mesmo o presidente dos Estados Unidos não tem ideia do que está acontecendo. Os críticos podem sugerir que, se o Presidente não sabe, então como pode algum astronauta saber?

Bem, em sua entrevista com Nick Margerrison na Kerrang Radio (abaixo), em julho de 2008. Ele menciona que era sua crença que Roswell não foi apenas real, mas que nós tivemos contato semi-regular com os alienígenas desde então e que os governos passaram seis décadas contanto mentindo para nós e acobertando isto.

Ele afirmou:

Eu tenho tido o privilégio de saber do fato de que fomos visitados neste planeta, e o fenômeno OVNI é real.

Embora a NASA tenha divulgado uma declaração típica rejeitando isso e alegando que eles não “compartilham suas opiniões” sobre o assunto, Mitchell sempre foi bastante sólido desde o primeiro dia sobre suas crenças. Em 2008, ele lançou um ‘contra-ataque’ na declaração da NASA ao falar com a Fox News no mesmo mês.

Ele afirmou que, embora seus comentários não envolvessem particularmente àquelas pessoas da NASA, ele citou fontes já falecidas que estavam em Roswell. Ele disse que eles informaram a ele que Roswell de fato ocorreu, e que uma aeronave alienígena foi testemunhada. Ele também afirmou ter confirmação do Pentágono, através de uma fonte não confirmada. Embora as pessoas podem estar frustradas com a natureza críptica do que ele afirmou, simplesmente sair e nomear fontes só faria três coisas;

  1. Daria-lhe um desafio legal para enfrentar, o qual ele provavelmente teria perdido.
  2. Teria que lidar com as declarações dessas pessoas, condenando completamente suas visões/declarações.
  3. Limitaria sua credibilidade e o escopo que ele poderia realizar.

É difícil dar declarações sobre acobertamentos, porque ninguém nunca vai ficar do lado da pessoa que faz as acusações. Em 2014, porém, ele afirmou em uma entrevista com AskMen que ele nunca havia sido ameaçado e que isso era ‘apenas especulação’ da parte dele.

Isso pode soar como ele retrocedendo, mas você pode realmente culpá-lo?

Mitchell – delator adequado?

Seu peso principal, no entanto, vem do fato de que ele falou com tanta clareza – no período que antecedeu a sua morte – de que os OVNIs nos forneceram o tipo de ajuda e intervenção que muitos de nós esperam que seja verdadeira. Ele afirmou que foram os alienígenas que nos impediram de entrar em um período de desgaste nuclear imediato durante a era da Guerra Fria, o que certamente teria levado ao início de uma Terceira Guerra Mundial.

Mitchell fez a alegação sensacional de que estávamos sendo protegidos, pois os alienígenas desejavam saber mais sobre nossas capacidades militares e queriam mais ou menos ver para onde a humanidade estava se dirigindo como espécie. No entanto, a principal questão para negar tudo isso vem do fato de que um incidente similar com OVNI supostamente ocorreu na Floresta de Rendlesham, na década de 1980.

Durante sua famosa entrevista com o Huffington Post, ele afirmou:

Minha própria experiência conversando com as pessoas deixou claro que os ETs estavam tentando nos impedir de ir à guerra e queriam ajudar a criar a paz na Terra…

Isso não faz você se sentir muito mais seguro?

Suas opiniões são reforçadas pelas do Coronel Charles Halt. Halt era o Comandante da base dos EUA, e tem mostrado uma opinião forte sobre os avistamentos de OVNIs que aparentemente ocorreram ali. O coronel falou nos últimos tempos, dizendo que tinha visto declarações por escrito de operadores de radar aposentado confirmando que podiam ver algo acima deles.

Ao falar com a BBC Radio Suffolk, Halt afirmou sobre os operadores de radar

Eles viram o objeto atravessar seu alcance de 96 km em dois ou três segundos, a milhares de quilômetros por hora; ele voltou ao seu alcance, parou perto da torre de água. Eles assistiram a isso e observaram o objeto ir para a floresta onde estávamos.

Muitos especulam que foi a insistência de pessoas como Mitchell que fizeram Halt e outros como ele darem um passo à frente para ajudar a esclarecer essa questão. Na mesma entrevista com o Post, Mitchell afirma que as experiências de Halt não são exatamente únicas, e muitas outras pessoas passaram pelo mesmo processo no passado.

Ele disse que os oficiais das bases do Pacífico testemunharam regularmente seus mísseis de teste sendo abatidos.

Apoio proeminente

Para ajudar a tranquilizar sua mente, Mitchell e Halt não estão sozinhos. Eles são apoiados pelo ex-ministro da Defesa do Canadá, Paul Hellyer. Hellyer tem sido um defensor do desacobertamento e ele também afirma em uma entrevista no Huffington Post que há uma conspiração mundial para manter as pessoas no escuro sobre o que realmente está acontecendo.

Robert Hastings, um pesquisador de longa data e um especialista bem conhecido no assunto, também corroborou essa história no passado.

Ele disse:

“eEe planeta está sendo visitado por seres de outro mundo que, por qualquer razão, se interessaram pela corrida armamentista nuclear.

Com supostamente mais de 120 testemunhos ao seu lado, incluindo o testemunho do capitão Robert Salas, que esteve envolvido em um incidente de míssil em Montana, em 1967, Hastings acredita que ele tem todas as informações necessárias para provar essa teoria.

Pode soar maluco para nós, mas as pessoas que estão discutindo isso aqui não são apenas celebridades do YouTube; são pessoas que faziam parte do sistema. Isso faz com que isto se torne um pouco mais crível aos nossos olhos!

Não temos que acreditar 100%, mas uma coisa é certa: raramente há tanta fumaça sem a presença de fogo.

(Fonte)


Não tenho dúvidas de que as pessoas mencionadas no artigo acima estão falando a verdade, pelo menos de acordo com o que lhes foi revelado. Por que iriam mentir? Ou melhor dizendo: Você confia mais em pessoas de reputação ilibada dizendo que os ETs estão aqui, ou nos governos mundiais dizendo que isso é besteira?

-------

BOMBANDO NO planetaabsurdo.com.br:

PRESENTE PARA BEBÊ COMPRADO EM LOJA DA FLÓRIDA CONTINHA UM RIFLE CARREGADO

-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.