China irá construir uma base na Lua


A China planeja construir uma estação de pesquisa científica na Lua em “cerca de 10 anos”, segundo a agência estatal de notícias Xinhua
China irá construir uma base na Lua

A Administração Espacial Nacional da China (CSNA) pretende construir a estação de pesquisa na região do pólo sul da Lua Zhang Kejian, disse o chefe da CSNA em um comunicado público. Isso é um tanto diferente dos seis pousos da NASA durante as missões Apolo, que ocorreram mais perto do equador da Lua entre 1969 e 1972.

Detalhes dos planos lunares de longo prazo da China ainda são incompletos, mas a CSNA deu passos significativos em direção à exploração da Lua. No início deste ano, os chineses pousaram com sucesso a sonda não tripulada Chang’e-4 no lado oculto da Lua e também colocaram astronautas a bordo de duas estações espaciais temporárias, Tiangong-1 e Tiangong-2. Sua agência espacial também planeja colocar uma estação maior e mais permanente em órbita nos próximos anos.

As primeiras partes dessa estação permanente chegarão à órbita a bordo do novo foguete Long March-5B daquele país no primeiro semestre de 2020, informou a Agence France-Presse (AFP). A missão não será associada à Estação Espacial Internacional – ISS. A ISS está chegando ao fim de sua vida útil, e ainda os Estados Unidos e a China não cooperam em empreendimentos de voos espaciais.

Kejian também anunciou que o Chang’e-5, uma sonda de pouso lunar, originalmente prevista para o lançamento em 2017, tentará chegar à Lua e retornar com amostras ainda em 2019, Xinhua relatou.

Atualmente, a China gasta mais em voos espaciais do que qualquer outro país, exceto os EUA, segundo a AFP. No momento, os EUA não conseguem colocar humanos no espaço sem pegar carona em um foguete russo; planos para mudar esse modelo usando foguetes com fins lucrativos – como os da SpaceX – atingiram alguns obstáculos. Ainda assim, autoridades americanas também sugeriram que há planos para retornar à Lua e permanecer no planeta por um longo período no futuro próximo.

(Fonte)

Colaboração: Lênio


A China vem avançando consideravelmente em suas pesquisas e missões espaciais. Se os Estados Unidos continuarem a bancarem os moleirões, logo aquele país do oriente estará na vanguarda da exploração espacial.

Mas será mesmo que os EUA estão cochilando neste quesito, ou será que eles já estão muito adiante de todo mundo e não contam para ninguém, como dizem alguns delatores?

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.