web analytics

Astrônomos continuam a observar estranho e misterioso comportamento de satélites

Tempo de leitura: 2 minutos

Anomalias de satélite e outros exemplos de intrigas espaciais continuam a ocorrer, sugerindo que uma iminente guerra espacial esteja mais próxima do que pensamos.

* Conteúdo da matéria com veracidade comprovada, de fontes originais fidedignas. (Em se tratando de tese ou opinião científica, só pode ser garantida a veracidade da declaração da pessoa envolvida, e não o fato por ela declarado.) (Missão do OVNI Hoje)

misterioso comportamento de satélites

No final de março de 2019, a Índia explodiu um satélite em órbita com um míssil, espalhando detritos na órbita próxima. A exibição foi planejada como uma demonstração de força para os militares indianos no meio de mais e mais países testando armamento e tecnologia anti-satélite.

Pouco depois, a secretária da Força Aérea dos Estados Unidos, Heather Wilson, divulgou uma declaração que parecia alertar que os EUA logo começariam a flexionar seus músculos no espaço. No 35º Simpósio Espacial da Fundação Espacial, este mês, Wilson sugeriu que a Força Aérea e outras forças armadas estão começando a mudar seu foco para o espaço como o próximo domínio de combate. Com isso em mente, Wilson sugeriu que os EUA poderão em breve mostrar ao mundo do que é capaz no espaço, a fim de servir como um impedimento para possíveis conflitos no espaço:

Analisamos todas as nossas missões no espaço, desde o alerta de mísseis até a coleta de informações e inteligência. Pegamos as melhores estimativas da ameaça e presumimos um adversário pensante que responderia às ações que tomamos. Essa capacidade precisa ser uma que é compreendida pelo seu adversário. Eles precisam saber que há certas coisas que podemos fazer, pelo menos em algum nível amplo, e o elemento final da dissuasão é a incerteza.

Essa incerteza é sugerida por muitos incidentes recentes de comportamento estranho de satélites observados na órbita próxima da Terra. No início desta semana, a empresa de rastreamento por satélite ExoAnalytic Solutions identificou o satélite de comunicações Intelsat 29e se comportando de forma irregular. Imagens captadas com telescópios mostraram o satélite se fragmentando no espaço, enquanto faixas de gases inflamáveis ​​e detritos disparavam em todas as direções. A causa da morte do satélite permanece desconhecida, mas a ExoAnalytic Solutions está atualmente investigando o incidente.

Poucos dias depois, astrônomos do Instituto de Física Solar-Terrestre, sediado na Rússia, avistaram um satélite anômalo em órbita que parece estar manobrando entre outros satélites. A Rússia, a China e os EUA lançaram nos últimos anos micro-satélites experimentais e em grande parte secretos, os quais se acredita serem capazes de sequestrar ou manipular os satélites dos adversários e monitorar suas comunicações em primeira mão. Desconhece-se quem pode estar controlando esse satélite em particular, mas é claro que o porta-voz do governo russo, Sputnik Newsalleges, diz que são os americanos, como sempre fazem. Mas ei, talvez seja. Provavelmente é.

Enquanto a ficção científica previu há décadas que a próxima guerra aconteceria no espaço, o fato de que muitas das superpotências já estão testando armas espaciais mostra que a arte na verdade se torna realidade.

(Fonte)

Cutuca daqui, cutuca dali, até que o balão explode!