web analytics

80 feridos a bordo de balsa após suspeita de colisão com animal marinho no Mar do Japão

Tempo de leitura: 1 minuto

Oitenta pessoas ficaram feridas no sábado, 9 de março, depois que uma balsa aparentemente atingiu um animal marinho na Ilha de Sado, no Mar do Japão, segundo a Guarda Costeira do Japão. Treze pessoas sofreram ferimentos graves, disse a guarda costeira.

* Conteúdo da matéria ainda necessitando informações adicionais ou provas mais concretas para constatar a veracidade dos fatos, mesmo se vindo de fontes fidedignas. (Missão do OVNI Hoje)

80 feridos a bordo de balsa após suspeita de colisão com animal marinho

A colisão por volta das 12h15 não impediu que a balsa chegasse ao seu destino na Ilha de Sado, de acordo com a operadora de balsa Sado Steam Ship Co. Uma rachadura de 15 cm foi encontrada na popa.

Autoridades da guarda costeira estão investigando a causa do incidente. O navio pode ter atingido uma baleia ou alguma outra criatura marinha, disseram eles.

A embarcação, transportando 121 passageiros e quatro tripulantes, havia saído do porto de Niigata às 11h30. Chegou ao porto de Ryotsu por volta das 13h30.

Os membros da tripulação pedem aos passageiros que usem cinto de segurança antes da partida, bem como quando o navio está navegando, disse a empresa operadora.

O barco, impulsionado por um jato de alta pressão da água do mar, opera a uma velocidade de 80 km/h, conectando os portos de Niigata e Ryotsu em cerca de uma hora. Suas asas hidrodinâmicas também foram danificadas na colisão.

Um dos passageiros disse aos repórteres:

Depois do som de um estrondo … meu pesco.co bateu no assento na minha frente. As pessoas ao meu redor estavam gemendo (por causa da dor),

(Fonte)


Esse tipo de ocorrência, onde uma balsa transportando passageiros se choca com algum tipo de enorme criatura marinha, machucando alguns dos passageiros, não é muito comum.

Embora seja possível que a embarcação tenha se chocado com uma baleia – pois se foi mesmo uma criatura marinha que causou o dano, ela deveria ser muito grande – devido ao fato dela não ter sido ainda identificada, podemos classificar isto como um caso de criptozoologia, ou ainda mais apropriadamente, um Objeto Submerso Não Identificado… ou será que não?