web analytics

O Universo pode ser uma entidade consciente

Tempo de leitura: 2 minutos

* Conteúdo da matéria baseado em opiniões pessoais, ou declarações de testemunhas ou pesquisadores sem o respaldo de provas concretas, mesmo se tratando de vídeo ou foto. (Missão do OVNI Hoje)

O Universo pode ser uma entidade consciente

Durante séculos, filósofos e cientistas experientes na área ficaram intrigados com a ideia de que o Universo pode estar consciente de si mesmo. Como se fosse um ‘organismo vivo’.

Uma ideia muito interessante que teve uma onda crescente de apoiadores na comunidade científica, apesar de ser algo difícil de refutar categoricamente: O Universo poderia ter consciência?

O conceito de ‘Pampsiquismo’ sugere que o Universo é uma entidade autoconsciente, e que as estrelas e outros corpos celestes têm a capacidade de pensar e ter controle sobre seus caminhos e destinos.

O físico da Escola de Tecnologia da Cidade de Nova Iorque, Gregory Matloff, publicou recentemente um novo artigo relacionado ao assunto, sugerindo que um “campo de protoconsciência” poderia se espalhar por todo o universo e que, como os seres humanos, todo o cosmos pode ser consciente de si mesmo e de todos os eventos ao seu redor, até mesmo da vida nos planetas, buracos negros, meteoritos e mortes das estrelas.

Uma das evidências encontradas por Matloff é que algumas estrelas emitem jatos fugazes que apontam apenas em uma direção, um processo que é desequilibrado e que poderia fazer a estrela mudar seu movimento, ação esta que pode ser um processo deliberado.

O trabalho do físico Sir Roger Penrose, 30 anos atrás, foi o pilar fundamental para gerar o atual interesse pelo pampsiquismo. Ele expôs a ideia de que o universo está enraizado nas regras estatísticas da física quântica em relação aos espaços microscópicos entre os neurônios do cérebro, que podem ser seres conscientes.

A ideia ecoou no físico alemão Bernard Haisch, que sugeriu que os campos quânticos no espaço vazio são responsáveis ​​pela transmissão da consciência, isso se manifesta então, não apenas no caso do cérebro humano, mas em qualquer estrutura complexa.

Talvez em um futuro remoto, como espécie, possamos encontrar uma maneira de entender ou ter uma conexão com uma pequena parte do Universo e, assim, responder àquelas questões existenciais sobre o vasto cosmo.

(Fonte)


Como dizia “um dos velhos amigos meus“, não lembro qual:

Só sei que nada sei.

E para complicar tudo, também há quem diga que somos alter egos do Universo:

n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais.

O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

Termos recém pesquisados por leitores: