web analytics

Teoria diz que há pelo menos 10 dimensões – mas esta não é a parte mais estranha dela

Tempo de leitura: 2 minutos

Teoria diz que há pelo menos 10 dimensões

A física quântica é estranha. Assim que você pensa que a entende, você encontra mais cinco razões que você não entende. Considere, por exemplo: O Modelo Padrão da física quântica diz que tudo é composto de partículas elementares, inclusive coisas como quarks, elétrons e prótons. Mas a teoria das cordas diz não, não é bem assim. Tudo isso são apenas cordas, cada uma vibrando à sua maneira. Isso pode soar como se acrescentasse uma complexidade desnecessária, mas poderia resolver um problema que tem atormentado a física quântica por décadas.

Pequenas Partículas Quânticas Atadas com a Cadeia

Como você pode ver no gráfico abaixo, o Modelo Padrão diz que existem 12 blocos básicos de construção para o universo: seis quarks e seis léptons. Juntamente com isso, estão as quatro forças fundamentais: a gravidade, o eletromagnetismo e as forças nucleares fracas e fortes. Surpreendentemente, é a mais familiar delas – a gravidade – que tem os cientistas mais intrigados. Por quê? Bem, as três outras forças surgem da troca de uma partícula elementar: os fótons transmitem a atração do eletromagnetismo, os glúons são a ‘cola’ que liga a força nuclear forte, e os bósons W e Z unem a força nuclear fraca. Os cientistas propuseram uma partícula que poderia ser responsável pela gravidade, chamada de gráviton, mas não temos certeza se ela existe.

Teoria diz que há pelo menos 10 dimensões - mas esta não é a parte mais estranha dela 1

O modelo padrão.

É aí que entra a teoria das cordas. A teoria das cordas propõe que cada partícula elementar é apenas uma versão diferente de um loop muito pequeno de corda. Assim como uma corda de violão vibra em frequências diferentes para criar uma nota A ou um F, essas cordas oscilam de certas maneiras para criar os diferentes tipos de partículas. Oscilam de uma certa maneira e vemos um elétron; oscilam de alguma outra forma, e podemos ver um fóton ou um estranho quark. Uma vez que você aceite que tudo é apenas uma corda oscilante, é muito simples aceitar que há um tipo de oscilação que cria um graviton. Voilá: O mistério da gravitação é resolvido e as quatro forças da natureza estão finalmente unidas.

 

Dez dimensões do espaço na parede

Ok, bem, talvez a teoria das cordas não seja tão simples assim. Por um lado, requer que o universo tenha pelo menos 10 dimensões para funcionar (e algumas versões requerem até 26). Então, como é que percebemos apenas quatro dimensões: para cima e para baixo, para a direita e para esquerda, para frente e para trás, e tempo? Existem algumas explicações.

Uma delas é a compactação, ou a ideia de que as outras dimensões são dobradas de uma maneira que nos impede de percebê-las. É como olhar para um pedaço de papel diretamente do lado que faz você ver apenas uma linha, mesmo que o papel tenha muita área de superfície que você não esteja vendo. Outras teorias invocam a existência de objetos de dimensões superiores chamados branes. Infelizmente, todas essas possibilidades e explicações ainda precisam surgir com essa grande e brilhante teoria unificadora que os físicos estão perseguindo. Ainda assim, isso não os impedirá de tentar.

(Fonte)


Sempre é bom lembrarmos de que nosso Universo esconde mistérios que talvez nunca serão revelados.

n3m3

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado superior direito de cada comentário.

Obrigado.