web analytics

Inteligência Artificial pode ajudar a decifrar misterioso manuscrito

Tempo de leitura: 2 minutos

Inteligência Artificial pode ajudar a decifrar misterioso manuscrito 1

De certa forma, o Manuscrito Voynich é um dos textos mais misteriosos conhecidos pelos historiadores. O texto é repleto de imagens fantásticas e surrealistas que descrevem plantas, desenhos astronômicos, criaturas estranhas e uma variedade de cenas estranhas. A origem do texto é desconhecida, mas a datação por radiocarbono do pergaminho em que foi escrito coloca sua data de criação em algum lugar no início do século XV. O livro mudou de mãos várias vezes ao longo dos séculos, passando de alquimistas para vendedores de livros raros e até o rei da Hungria. Hoje, o manuscrito da Voynich reside na Biblioteca Beinecke do Livro e Manuscrito Raros da Universidade de Yale. O manuscrito de 240 páginas está escrito em linguagem e roteiro desconhecidos e, até agora, foi comprovado indecifrável mesmo pelos criptógrafos mais experientes do mundo.

Inteligência Artificial pode ajudar a decifrar misterioso manuscrito

O manuscrito também está cheio dessas estranhas cenas de ‘ninfas’.

A cada um ou dois anos, no entanto, alguém afirma ter decifrado pelo menos parte do manuscrito, com a maioria das pistas sugerindo que era algum tipo de farmacopéia ou manual de botânica. Claro, pode-se imaginar isto apenas olhando as fotos. Contudo, nesta semana, um par de pesquisadores canadenses de inteligência artificial afirmam ter desenvolvido um algoritmo IA capaz de decifrar todo o manuscrito.

O mistério do manuscrito Voynich foi finalmente resolvido?

Inteligência Artificial pode ajudar a decifrar misterioso manuscrito 2

Curiosamente, muitas das plantas descritas no manuscrito não se parecem com plantas ou flores conhecidas. Pelo menos não conhecidas neste planeta.

Bem, não exatamente. Mas podemos estar chegando perto.

Greg Kondrak e Bradley Hauer, da Universidade de Alberta, afirmam ter desenvolvido um algoritmo em IA capaz de deduzir o idioma em que um texto foi escrito com precisão de 97%. De acordo com seu algoritmo, o manuscrito Voynich provavelmente foi escrito em hebraico e, em seguida, criptografado usando uma cifra de substituição na qual as letras são deslocadas e as vogais foram removidas das palavras. O algoritmo de Kondrak e Hauer descobriu que a primeira frase do texto traduz-se como “Ela fez recomendações ao padre, ao homem da casa e a mim e às pessoas”. Na análise das primeiras 72 palavras do manuscrito, o algoritmo identificou o “agricultor”, “luz”, “ar” e “fogo”, como as quatro palavras mais comuns, com “covfefe” chegando próximo em quinto lugar.

Embora este desenvolvimento esteja sendo recebido como um avanço na busca de decifrar o manuscrito Voynich, os próprios pesquisadores observam que seu trabalho está longe de ser completo e que horas e horas de pesquisa humana ainda são necessárias para interpretar a sintaxe e o significado por detrás das palavras.

Será que vamos realmente decifrar o manuscrito Voynich? E se ele foi escrito em linguagem sem nexo e preenchido com imagens curiosas como uma brincadeira ou uma pegadinha?

…Isto pode ser o mais provável de todos os cenários. E quão hilário seria isso, escrever um livro de bobagens que são vistos por homens cultos por séculos? Se for esse o caso, o autor era um gênio cômico.

(Fonte)

Colaboração: Diana Artemis


Para saber mais sobre o Manuscrito Voynich, acesse o artigo abaixo:

O manuscrito de Voynich contém uma mensagem genuína, alega pesquisador

n3m3