A China pode estar prestes a fazer o primeiro contato – Filósofo chinês alerta quanto ao “caçador oculto”

Tempo de leitura: 3 min.

primeiro contato

Em janeiro de 2017, a Academia Chinesa de Ciências convidou Liu Cixin, o notável escritor de ficção científica da China, autor de The Three-Body Problem (veja o vídeo abaixo), para visitar o Telescópio Esférico de Quinhentos Metros de Abertura (FAST), o maior do mundo e o mais poderoso rádio telescópio do mundo.

Liu observou:

Parece ser algo de ficção científica.

Wu Xiangping, diretor-geral da Sociedade Astronômica Chinesa, disse:

Podemos receber mensagens de rádio mais fracas e mais distantes. Isto nos ajudará a procurar uma vida inteligente fora da galáxia e a explorar as origens do universo”, acrescentou, realçando o fato de que a raça chinesa será a primeira nação a descobrir a existência de uma civilização alienígena avançada.

Dan Werthimer, cientista-chefe do Centro de Pesquisa do SETI da University of Califórnia, em Berkeley, disse:

Não sabemos quando os terráqueos vão descobrir ET. Poderia ser daqui 1000 anos, ou em nossas vidas. Pode ser no próximo ano, quando o FAST vai iniciar o levantamento do céu.

No entanto, (oficialmente) sem pistas de vida extraterrestre nas últimas cinco décadas, os métodos de pesquisa são constantemente questionados.

Li Di, cientista-chefe do FAST, disse:

Alguns sinais estranhos foram encontrados, mas é difícil confirmar suas origens, porque esses sinais não se repetem.

Não buscamos apenas sinais de televisão, mas também sinais de bombas atômicas. Vamos abrir a nossa imaginação ao processarmos os sinais. É uma exploração completa, pois não sabemos como é um alienígena.

Com uma parabólica a área de 30 campos de futebol, o novo rádio telescópio FAST da China, que mede 500 metros de diâmetro, apelidado de Tianyan, ou o olho do céu, pode rastrear com precisão o dobro do céu, comparado com o Observatório de Arecibo em Porto Rico, que tinha anteriormente era o maior rádio telescópio de uma única parabólica do mundo, com dupla sensibilidade e de 5 a 10 vezes a velocidade de levantamento.

A parabólica tem um perímetro de cerca de 1,6 km, e não há cidades num raio de cinco quilômetros, dando-lhe um ambiente ideal para ouvir os sinais do espaço.

Os cientistas descreveram isso como uma ‘orelha’ super sensível, capaz de detectar mensagens muito fracas – se houver – de ‘primos’ dos seres humanos.

Liu Cixin, o principal filósofo do primeiro contato da China, disse ao Ross Anderson, do Atlântico:

Nenhuma civilização deveria anunciar antes sua presença no cosmos.

Ele acha que qualquer outra civilização que saiba da sua existência perceberá isso como uma ameaça para expansão – como todas as civilizações, eliminando suas concorrentes, até encontrarem uma com tecnologia superior e ser ela eliminada.

Liu diz:

Essa sombria visão cósmica é chamada de ‘teoria da floresta negra’, porque concebe toda civilização no Universo como um caçador escondido em uma floresta sem luar, escutando pelos primeiros movimentos de um rival.

Liu disse a Ross que duvida que a parabólica encontre uma civilização. Em um cosmos de floresta negra, como aquele que ele imagina, nenhuma civilização jamais enviaria um farol a menos que fosse um ‘monumento da morte’, uma transmissão poderosa anunciando a extinção iminente do remetente. Se uma civilização estava prestes a ser invadida por outra, ou incinerada por uma explosão de raios gama, ou morrendo por alguma outra causa natural, poderia usar a última de suas reservas de energia para transmitir um grito moribundo para a vida mais amigável em planetas nas proximidades.

Liu disse a Ross que ele hesita em fazer conexões entre seus livros e o mundo real, mas disse que seu trabalho é influenciado pela história das civilizações da Terra, especialmente os encontros entre civilizações mais tecnologicamente avançadas e os colonos originais de um lugar.

Ele observou:

Um desses encontros ocorreu durante o século XIX, quando o ‘Reino Médio’ da China, em torno do qual toda a Ásia já havia revolvido, olhou para o mar e viu os navios dos impérios marítimos da Europa, cuja invasão resultante desencadeou numa perda de status para a China, comparável à queda de Roma.

A ‘aparição deste Outro’ pode ser iminente, adverte Liu, e isso pode resultar em nossa extinção.

Ele escreve no posfácio de um de seus livros:

Talvez em dez mil anos, o céu estrelado que a humanidade contempla permanecerá vazio e silencioso. Mas talvez amanhã vamos acordar e encontrar uma nave alienígena do tamanho da Lua estacionada em órbita.

(Fonte, via)

E eu aqui achando que Stephen Hawking estava sendo alarmista demais. Será que essa gente ainda não entendeu que o esforço bélico para conquistar um planeta através de uma invasão aberta não seria algo muito inteligente?  Afinal, seres extraterrestres mais avançados do que nós devem ter pelo menos um pinguinho a mais de massa cinzenta do que os seres humanos.

Posso estar errado, mas acho que não: invasões alienígenas abertas nunca ocorrerão na Terra.  Aliás, como alguns pesquisadores acreditam, já podemos estar sendo controlados por alienígenas e nem mesmo nos damos conta disso. Uma invasão inteligente é aquela na qual o invadido nem sabe que já perdeu o controle.

Veja abaixo o trailer para a obra do filósofo alarmista chinês Liu Cixin (Para informações de como ativar a legenda em português, embora esta não seja precisa, clique aqui):

n3m3

-------

BOMBANDO NO planetaabsurdo.com.br:

PRESENTE PARA BEBÊ COMPRADO EM LOJA DA FLÓRIDA CONTINHA UM RIFLE CARREGADO

-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.