Rússia quer abater um asteroide

Tempo de leitura: 2 min.

 

01_asteroid-apophis-illustration

Cientistas russos pretendem lançar um míssil ICBM modificado contra um asteroide em 2036.

O asteróide Apophis irá passar perto da Terra em 2036 e os cientistas da Rússia querem usar esta oportunidade para lançar mísseis balísticos intercontinentais (ICBM – intercontinental ballistic missile) modificados para ver se eles são adequados para destruir asteroides próximos da Terra.

02 (1)

03 (1)
ICBMs podem ser lançados de silos, de veículos, ou mesmo de submarinos.

Os cientistas russos desenvolveram um projeto de atualização dos ICBMs para destruir meteoritos de 20 a 50 metros de tamanho próximos da Terra, disse o pesquisador de foguetes Sabit Garayev, do Makeyev Design Bureau.

A maioria dos foguetes trabalham com combustível líquido. O abastecimento começa 10 dias antes do lançamento e, portanto, eles são impróprios para destruir os meteoritos semelhantes ao diâmetro do meteorito Chelyabinsk (que explodiu sobre a Rússia em 2013), que são detectados várias horas antes de chegarem perto da Terra. Para isso, um ICBM poderia ser usado”.

A Rússia vem testando regularmente o lançamento de ICBMs. Em 2013 os astronautas da ISS foram surpreendidos por um destes, tendo o astronauta italiano Luca Parmitano registrado o seu espanto no twitter.
A Rússia vem testando regularmente o lançamento de ICBMs. Em 2013 os astronautas da ISS foram surpreendidos por um destes, tendo o astronauta italiano Luca Parmitano registrado o seu espanto no twitter.

Garayev não confirmou se o governo russo deu sinal verde e dinheiro, muito dinheiro, para este trabalho, mas o cientista deu uma pista de que o projeto já estavam em curso.

O Makeyev Design Bureau é especializado em mísseis de longo alcance e foi criado em dezembro de 1947. A empresa foi encarregada no desenvolvimento da produção em série de foguetes projetados pelo departamento de projetos OKB-1 do famoso projetista de foguetes da Era soviética Sergei Korolyov.

cavok

 

 

 

 

 

 

Fonte: Agência Tass

-------
-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.