Humanoide de Roswell é descrito por pesquisador, após análise de slide

Tempo de leitura: 2 min.

Em novembro passado, foi publicado aqui no OVNI Hoje um artigo a respeito de um painel de discussão sobre OVNIs patrocinado pela American University, nos Estados Unidos, o que foi realmente uma quebra de paradigma, já que universidades tipicamente não se envolvem com o tema por receio de que sejam motivo de zombaria pela comunidade científica e consequente perda de credibilidade e financiamento.

Um dos pontos interessantes do painel foi a participação do escritor e pesquisador Thomas Carey, que tem pesquisado, desde 1991, o caso do OVNI de Roswell de 1947.  Carey alegou no evento ter chegado à sua posse “alguns slides Kodachrome de um ser alienígena deitado num invólucro de vidro“.  Na feita, Carey também disse que estava planejando revelar os slides no início deste ano.

Sábado passado (10/1), o site UFO Conjecture(s) publicou um artigo revelando o que seriam algumas das características do alegado ET que aparece no slide, as quais teriam sido levantadas pelo pesquisador Jose Antonio Caravaca.  Veja o que o site publicou:

alienroswellslides“Após falar com alguns pesquisadores que viram os slides, podemos tentar reconstruir o possível semblante do humanoide que é mostrado nas fotos.  Embora nosso desenho provavelmente não seja preciso, os leitores podem imaginar os detalhes gerais da face do humanoide e, mais importante, eles podem conhecer algumas das características faciais…

Os slides mostram um humanoide de aproximadamente 90 cm de altura, uma cabeça levemente alongada com um crânio grande e uma mandíbula pequena e subdesenvolvida, com uma face que se parece relativamente humana.  O nariz é curto, mas dentro do tamanho “normal” para as proporções humanas.  Os olhos eram arredondados – talvez levemente amendoados – mas também bem dentro das proporções humanas “normais”.  Ele não tinha de forma alguma a aparência de inseto.  As orelhas também eram localizadas aproximadamente onde as orelhas humanas seriam – mais ou menos entre o queixo e o topo da cabeça.  A boca tinha lábios finos (como a de humanos – só que mais finos e achatados).  A boca está aberta com nenhum dente visível.  A pele era de tom marrom, como castanha.  A pele do humanoide era lisa e parecia ter sido esticada sobre os ossos (costelas, pernas, braços, crânio).  Se isso ocorreu devido aos efeitos naturais da morte ou se foi o resultado de algum tratamento pós morte (embalsamento, congelamento, etc.) não está claro.  A cabeça parece ter sido cortada do topo da coluna dorsal e então colocada de volta, num ângulo não natural em relação ao torso.”

Agora nos resta esperar pela liberação das imagens prometidas por Thomas Carey.  E se isso realmente acontecer, pode contar que será publicado aqui no OH.

n3m3

 

 

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.