web analytics

NASA: Mundos habitáveis, com vida extraterrestre, provavelmente estão lá fora

Tempo de leitura: 2 minutos
Os astrônomos agora focam na descoberta de exoplanetas que possam abrigar a vida.

Os astrônomos agora focam na descoberta de exoplanetas que possam abrigar a vida.

Cientistas da NASA disseram que possivelmente encontraremos mundos habitáveis no Universo, nos próximos 20 anos.

Durante uma evento que ocorreu no quartel general da NASA, em Washington, DC, na segunda-feira, vários peritos da agência espacial disseram que, baseados nos avanços da tecnologia dos telescópios espaciais, encontrar a vida alienígena pode se tornar uma realidade.

Muitos cientistas acreditam que não estamos sós no Universo“, escreveu a NASA em seu site. “É provável, eles dizem, que a vida possa ter surgido em pelo menos alguns bilhões de planetas, que existem em nossa galáxia – bem como ocorreu aqui no planeta Terra.  Esta questão básica sobre nosso lugar no Universo é uma que pode ser respondida através das investigações científicas.

Abaixo, o que alguns dos especialistas citaram durante o evento e no site da NASA:

Eu penso que nos próximos 20 anos descobriremos que não estamos sós no Universo.” – Kevin Hand, astrônomo da NASA

É altamente improvável, na vastidão sem limites do Universo, que os humanos estejam sós” – Charles Bolden, Administrador da NASA

Em algum tempo do futuro próximo, as pessoas serão capazes de apontar para uma estrela e dizer, ‘aquela estrela possui um planeta igual à Terra’.  Os astrônomos acham que é muito provável que cada estrela em nossa galáxia, a Via Láctea, tenha pelo menos um planeta.” – Sara Seager, professora de ciências e física planetárias do Instituto de Tecnologia de Massachusetts

O que não sabíamos há cinco anos, é que talvez de 10 a 20 por cento das estrelas ao nosso redor possuem planetas do tamanho da Terra dentro de suas zonas habitáveis.  Está ao nosso alcance fazer uma descoberta que irá mudar o mundo para sempre.  Imagine só o momento quando encontrarmos as assinaturas potenciais de vida.  Imagine o momento que o mundo acordar e a raça humana perceber que sua longa solidão no tempo e espaço acabou – a possibilidade de que não mais estamos sós no Universo.” – Matt Mountain, diretor e cientista do telescópio Webb, do Instituto Científico de Telescópios Espaciais em Baltimore.

Mountain disse que “uma parceria contínua” entre a NASA, a ciência, a tecnologia e os Estados Unidos, bem com a cooperação para o uso do Telescópio Espacial James Webb, são necessárias “para a construção da próxima ponte para o futuro da humanidade“.

Esta é uma iniciativa nobre e necessária da NASA, pois a confirmação oficial da existência de vida em outros planetas servirá de trampolim para a aceitação dos cientistas e consequente o estudo sério das indicações de que já estamos sendo visitados por outras inteligências há muitos séculos.

n3m3

Fonte das informações: www.newsmax.com, NASA