Malaysian Airlines, Voo 370: mistério pode ter sido resolvido

Tempo de leitura: < 1 min.
Imagem do satélite chinês mostrando três objetos que poderiam ser os destroços do Voo 370.
Imagem do satélite chinês mostrando três objetos que poderiam ser os destroços do Voo 370.

O mistério do desaparecimento do Voo 370 da Malaysian Airlines , pode ter sido resolvido.

De acordo com notícia recém publicada na CNN, um satélite chinês capturou uma imagem que pode estar mostrando os destroços do Voo 370, que desapareceu a semana passada em pleno voo. 

A Administração Estatal de Ciência, Tecnologia e Indústria para a Defesa Nacional da China anunciou a descoberta, mostrando imagens, do que ela descreveu como sendo “três objetos suspeitos boiando…

Os objeto não são pequenos: 13 por 18 metros, 14 por 19 metros e 24 por 22 metros.  Para referência, a envergadura da asa de um Boeing 777-200ER, como o que desapareceu, é de aproximadamente 61 metros e seu comprimento total é de aproximadamente 64 metros.

As imagens foram capturadas dia 9 de março, que foi no dia após o desaparecimento da aeronave; mas não foram liberadas até hoje.

A agência chinesa deu as coordenadas como sendo 105,63 longitude leste, 6,7 latitude norte, as quais colocam o objeto em águas ao noroeste de onde o avião decolou (Kuala Lampur, na Malásia e sul do Vietnam, próximo de onde o Mar do Sul da China se encontra com o Golfo da Tailândia).

É onde ele deveria estar“, disse Peter Goelz, um ex-diretor da National Transportation Safety Board, para a CNN.  “Eu acho que eles tem que enviar navios e aeronaves até lá o mais rápido humanamente possível.

Resta saber agora porque demoraram tanto para liberar as imagens dos supostos destroços da aeronave e, se a os destroços estão onde deveriam estar, porque não os encontraram antes.

Vamos aguardar por mais notícias.

n3m3

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.