NASA procura parcerias para extração de minérios da Lua

Tempo de leitura: < 1 min.

LuaAgora a NASA quer trabalhar com a parceria de empresas privadas, a fim de tomar os primeiros passos em direção à exploração da Lua por recursos valiosos, como o hélio 3 e metais raros.

A agência espacial começou a receber propostas para  o projeto Lunar Cargo Transportation and Landing pelo programa Soft Touchdown (CATALYST). Uma ou mais empresas privadas deverão vencer a oportunidade de assinar um contrato para construir robôs mineradores, que será o primeiro passo em direção à mineração da Lua.

O contrato não será financiado diretamente pelo governo dos EUA.  O prazo para a entrega das propostas finais é em 17 de março de 2014.  A NASA não disse quando irá anunciar o(s) vencedor(es).

A NASA já trabalha com empresas privadas que prestam serviço para a Estação Espacial Internacional e estas parcerias têm dado certo.  Passando por cortes de orçamento, a agência está procurando por formas inovadoras de cooperar com o setor privado, a fim de continuar com a pesquisa e exploração.

De acordo com um Tratado do Espaço Sideral de 1967, pelas Nações Unidas, os países estão proibidos de se apossarem da Lua.  Porém, a possibilidade de mineração lunar e o surgimento de empresas espaciais do setor privado ativou o debate sobre os direitos de propriedade da Lua.

Há um caso forte para o desenvolvimento de lei internacional nesta área, porque em 1967 não foi contemplado que alguém que não fosse uma nação seria capaz de explorar a Lua“, disse Ian Crawford, um professor de ciência planetária.  “Claramente, isto está mudando agora e há um caso para o desenvolvimento do Tratado, a fim de incluir organizações privadas que possam desejar explorar a Lua.

É o que foi imaginado na ficção científica se tornando realidade… uma vez mais.

n3m3

Fonte das informações: www.theverge.com

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.