Vida em Marte? A NASA diz que ainda não.

Tempo de leitura: < 1 min.
Locais onde o jipe-sonda Curiosity escavou para colher amostras do solo (Clique na foto para ampliá-la).

Em uma reunião de imprensa hoje, a NASA revelou o tão antecipado resultado das análises de solo que foi tão comentado na mídia estas últimas semanas (Ver: https://ovnihoje.com/2012/11/22/grande-descoberta-em-marte-mas-cientistas-da-nasa-ainda-nao-querem-revela-la/.)

Como já era esperado, não foi anunciado a descoberta de vida naquele planeta, mas sim evidência de compostos orgânicos.

Porém, a NASA ainda não determinou a fonte de oxigênio e perclorato de composto de cloro, dizendo que há uma possibilidade de que este último composto tenha sido trazido da Terra pelo jipe-sonda e que outras análises precisam ser feitas para determinar se o perclorato é mesmo de origem marciana e outro para determinar se o carbono é mesmo biológico.

Além de ter sido esta a primeira análise de solo a ter utilizado todos os instrumentos do jipe-sonda, o investigador chefe do Curiosity, John Grotzinger explicou que o teste também serviu para limpar os instrumentos de possíveis carbonos levados da Terra.  Ele descreveu o jipe sonda como um “carro que vem com um manual de dez mil páginas, as quais temos também temos que escrever à medida que as lemos“, mas adicionou que devido a esses testes eles aprenderam muito mais sobre Marte do que sabiam antes.

A NASA continuará seu trabalho para determinar se os carbonos que o Curiosity detectou são mesmo de Marte, e conduzirá testes de perfuração antes do veículo viajar até o Monte Sharp no ano que vem“, completou Grotzinger.

n3m3

Fonte: www.nasa.gov

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.