ESA irá procurar por vida nas luas geladas de Júpiter

Tempo de leitura: 2 min.
Crédito: ESA

A Agência Espacial Européia (European Space Agency – ESA) anunciou o lançamento em 2022 do Jupiter Icy Moons Explorer (Juice) – ‘Explorador das Luas Geladas de Júpiter’ em português, que é um satélite  que passará três anos em órbita daquele planeta para estudar suas luas geladas.  Esta será uma das missões mais ambiciosas da agência européia para sua próxima campanha ‘Visão Cósmica 2015-2025’.

A agenda da agência detalha que o Juice será lançado do porto espacial europeu de Korou, na Guiana Francesa, em um foguete Ariane 5, em 2022, e chegará a Júpiter em 2030.  Um vez lá, sua missão será a de observar a atmosfera do planeta, sua magnetosfera e a interação com suas luas geladas Europa, Ganimedes e Calisto.

Mas a principal missão do satélite será a de buscar por vestígios de vida.  Os cientistas, os quais suspeitam que Europa, Ganimedes e Calisto podem abrigar oceanos internos, tentarão estudar através do Juice as condições que rodeiam a formação do planeta, o surgimento de vida e o funcionamento do sistema solar.

Para isso, a ESA anunciou que o Juice irá visitar Calisto, o objeto do sistema solar com o maior número de crateras, e efetuará dois voos sobre Europa, onde medirá pela primeira vez a espessura de sua crosta gelada e tentará determinar lugares apropriados para futuras explorações in-loco.

Além disso, orbitará ao redor de Ganimedes em 2032, onde estudará a superfície gelada e a estrutura interna dessa lua, assim como o oceano de seu subsolo.  Ganimedes é a única lua do sistema solar que gera seu próprio campo magnético.

O diretor de Ciência e Exploração Robótica da ESA, Álvaro Giménez, disse que o novo satélite da agência européia oferecerá “uma melhor estimativa da forma que se formam os gigantes gasosos e os mundos que gravitam a seu redor, assim como as possibilidades de que estes abriguem vida.  Juice é uma etapa necessária para a futura exploração do sistema solar externo“, assegurou ele.

n3m3

Fonte: www.europapress.es

Colaboração: Alessandro Jeronimo Guerreiro

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.