Em dois dias distintos,OVNI corta os céus do norte do estado de Minas Gerais – Brasil

Tempo de leitura: 2 min.
Clique na imagem para ampliá-la.

De acordo com o site www.hojeemdia.com.br, um  objeto voador não identificado chamou a atenção dos habitantes do norte do estado de Mina Gerais. O evento ocorreu em Montes Claros e Juramento, no último dia 16, e em Brasília de Minas e Luislândia no dia 21. Moradores disseram ter visto uma luz azul cruzando o céu.

A foto ao lado mostra o OVNI, que foi fotografado pelo ambientalista Eduardo Gomes, do Instituto Grande Sertão e do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Codema) por acaso, quando ele tirava fotos de morcegos, no quintal de casa. Ao descarregar as fotografias no computador, viu no céu um efeito de luz, parecido com um cometa com uma cauda suave, se deslocando no sentido leste-oeste.

Alan Chaves, que é morador do bairro Delfino Magalhães, em Montes Claros,  relatou pela internet, que descia a rua Engenheiro Veloso no dia 16 de fevereiro, às 19h45, quando viu um objeto cruzando o céu, horizontalmente, na direção leste-oeste.

O objeto era azul e se movia de maneira perfeitamente paralela ao horizonte. Na hora, pensei que se tratava de um meteoro ou algo do tipo. O objeto se apagou e, um segundo depois, se acendeu de novo e continuou o trajeto. Foi quando eu percebi que não fazia nenhum sentido um meteoro fazer isso e nem traçar uma linha rente ao horizonte”, relatou Alan.

Alan também citou que o OVNI desapareceu e surgiu novamente, fazendo uma trajetória inversa, em direção ao chão, até que sumiu. Pouco depois, reapareceu em um tamanho muito maior. “Antes era um ponto no horizonte. Agora, se assemelhava a uma forma geométrica, como um triângulo. E tinha uma luz extremamente intensa que oscilava, como a luz de um poste variando entre uns 10 a 30 metros de distância”.

José Ponciano Neto, ambientalista do Conselho de Política Ambiental do Norte de Minas e gerente da barragem de Juramento, disse que foi procurado por vários moradores do município, os quais disseram ter visto o OVNI. Neto acredita que se trata de um balão meteorológico.

Na noite de 21 passada, na cidade de Brasília de Minas, o mesmo fenômeno foi registrado. Dilva Pereira Costa, uma servidora pública, diz que viu uma luz forte no céu, semelhante à uma estrela cadente. A luz também teria sido notada na cidade de Luislândia, que fica a 30 quilômetros de Brasília de Minas.

Nesta quinta-feira (23), o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) informou que não estuda OVNIs e, portanto, não tem como avaliar o caso registrado em Montes Claros e outras cidades do Norte de Minas. “Dentro do espaço aéreo brasileiro, ‘objetos’ podem ser rastreados pela Aeronáutica. Não temos instrumentação que registre esse tipo de ocorrência no céu ou espaço”, destaca a nota, enviada pela assessoria de imprensa.

A assessoria de comunicação da CEMIG no Norte de Minas também descartou a possibilidade de o suposto objeto voador ser um dos seus balões meteorológicos.

n3m3

Fonte da notícia: www.hojeemdia.com.br

Colaboração: GeekGata, Flávio Rocha

-------

BOMBANDO NO planetaabsurdo.com.br:

PORCOS VIVOS SÃO USADOS EM TESTES DE COLISÃO DE AUTOMÓVEIS

-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.