A última entrevista com o Coronel Uyrangê Hollanda Lima sobre a Operação Prato

Tempo de leitura: < 1 min.

Para os que ainda não ouviram falar da Operação Prato, ela foi uma ação realizada pela Força Aérea Brasileira de 1977 a 1978, com o objetivo de observar e registrar estranhas manifestações relatadas pelos habitantes do município de Colares.

O Coronel Uyrangê Hollanda Lima, que na época da Operação Prato era Capitão, dizia que, apesar de crer na possibilidade de vida extraterrestre não acreditava ser esse o caso dos registros visuais em Colares.

Contudo mudou radicalmente a sua opinião durante o tempo em que esteve na região, pois teria visto, filmado e fotografado OVNIS sobrevoando a cidade, próximos aos locais onde sua equipe estava instalada.

O comando da Aeronáutica oficializou o término da operação após quatro meses e ordenou o regresso da equipe. Porém o capitão disse que tentaria investigar ainda por conta própria.

As luzes continuaram a ser vistas em Colares por algum tempo mas não com a mesma intensidade e casos de vítimas das queimaduras não foram mais registrados.

Uyrangê Bolívar Hollanda Lima foi encontrado morto em sua casa na Região dos Lagos no Rio de Janeiro dois meses após a entrevista ser dada.  Ovniólogos/ufólogos que ficaram amigos do militar afirmam não acreditar que ele tenha realmente se suicidado, lançando suspeitas sobre uma conspiração de assassinato.

Todo o material registrado pela sua equipe durante a Operação Prato ficou em posse da FAB, que só começou a liberar os arquivos ao público em 2008.

Veja o vídeo da entrevista:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=aoZi-okFVFs

Fonte do vídeo e informações: DocLottaLove

n3m3

Colaboração: Carlos Wendel

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.