A Chuva Vermelha de Kerala, Índia: Prova de vida alienígena?

Tempo de leitura: < 1 min.

O fenômeno da chuva vermelha, ocorreu de 25 de julho a 23 de setembro de 2001, quando chuva de cor avermelhada esporadicamente se precipitou no estado de Kerala, na Índia.  Pancadas de chuva vermelha ocorreram, as quais tingiram as roupas de uma coloração rosa.  Chuva amarela, verde e preta também foram reportadas.

Eu já havia esquecido deste incidente, quando dois de nossos leitores (Coelho e Edu2012) ‘chacoalharam’ minha memória, na nossa área de comentários. 

Primeiramente, a causa da chuva foi menosprezada como sendo meramente partículas vermelhas misturadas na água.  Mas, após um estudo comissionado pelo governo da Índia, concluíu-se que o que causava as partículas vermelhas eram esporos de algas terrestres.

Não foi até 2006 que as chuvas coloridas de Kerala ganharam atenção mundial (menos no Brasil, é lógico), quando Godfrey Louis e Santhosh Kumar da Mahatma Gandhi University em Kottayam propuseram a controversa hipótese de que as partículas coloridas eram na verdade células extraterrestres.

Eles chegaram a esta conclusão após os testes de DNA das mesmas mostrarem que estas não tinham DNA algum.  Isto é, era uma forma de vida diferente de tudo que conhecemos, pois na Terra toda a forma de vida depende de DNA.

Teria a tese da panspermia sido comprovada com este ocorrido?

Veja um vídeo documentário da BBC, em 5 partes, com legendas em português, chamado de ‘Somos nós extraterrestres?“, o qual trata sobre este misterioso fenômeno que ocorreu na Índia, bem como de outros fatos que podem indicar nossa descendência das estrelas:

http://www.youtube.com/watch?v=kqXOJPXhEts&feature=player_embedded

http://www.youtube.com/watch?feature=endscreen&NR=1&v=-4O-T9H8tlo

http://www.youtube.com/watch?NR=1&feature=endscreen&v=37Y0A5ZdRAk

http://www.youtube.com/watch?NR=1&feature=endscreen&v=-4IplGIr69I

http://www.youtube.com/watch?NR=1&feature=endscreen&v=kqXOJPXhEts

Fonte do vídeo: kraspedom

n3m3

Colaboração: Coelho, Edu2012

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.