NASA desmente a si mesma e declara ter fortes evidências de água na superfície de Marte

Tempo de leitura: 2 min.
Imagem mostra provável água em estado líquido escorrendo de uma encosta de Marte. Foto: NASA

Nesta quinta-feira a NASA confirmou ter encontrado evidências de água na superfície de Marte.  Os dados são provenientes da sonda Mars Reconnaissance Orbiter, que obteve as informações durante os meses quentes daquele planeta.

A água estaria escorrendo das encostas de penhascos que dão face ao hemisfério sul daquele planeta, e seria salgada.  Também, segundo a NASA, pode-se notar a diferença do fluxo da água à medida que as estações mudam, ou seja, o fluxo diminui no inverno e aumenta na primavera e verão.

O fluxo de água encontrado é de coloração escura e, segundo Alfred McEwen, da Universidade do Arizona e o principal autor do estudo publicado ontem, a razão da coloração do fluxo ainda é desconhecida.

Mudança do fluxo de água durante as diferentes estações. Foto Montagem: NASA

Charles Bolden, administrador da NASA declarou que esta descoberta reafirma Marte como um importante destino para a exploração humana no futuro.

————–

Editorial:  Há algo um tanto confuso a respeito desta notícia.  Apesar das inúmeras fotos de missões para Marte da ESA (Agência Espacial Européia), bem como da própria NASA, já terem mostrado evidências de água no estado líquido na superfície de Marte, só agora a NASA declara oficialmente esta possibilidade.

Até hoje, somente a existência de água na forma congelada havia sido admitida pela NASA, a qual, junto com muitos cientistas, sempre afirmou que seria impossível a existência da mesma no estado líquido, devido a atmosfera alegadamente rarefeita de Marte.  Por razões físicas, isto faria com que a água em estado líquido não pudesse ser mantida, passando do estado sólido para o gasoso quase que imediatamente. E isto foi o que sempre ‘pregaram’.

Não sabemos porque a NASA agora está voltando atrás em sua (até ontem) perene afirmação, mas do jeito que as notícias estão sendo divulgadas ultimamente, agora só posso imaginar uma coisa: Será que a próxima declaração deles será de que a atmosfera de Marte não é tão rarefeita como sempre afirmaram?

n3m3

Fonte da notícia: NASA

Colaboração da notícia: Luma, Josemar

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.