Relato de dois avistamentos de nossa leitora ‘Lua’

Tempo de leitura: 2 min.

 

Imagem meramente ilustrativa, não relacionada aos relatos.

O blog OVNI Hoje valoriza muito os relatos pessoais de avistamentos de OVNIs, especialmente nesta época de computação gráfica.

 

Assim, aproveitando o dia após o eclipse lunar, postamos aqui dois relatos enviados a nós pela nossa leitora ‘Lua’.  (Quem acompanha os comentários abaixo de cada post conhece nossa cara leitora).

Veja:

Oi n3m3, é com grande prazer que que envio para o OVNI Hoje o relato dos dois avistamentos que mudaram minha vida de mera espectadora a uma especuladora insaciável.

No dia de 6 de janeiro de 1992, mudei com minha família para uma fazenda próxima ao município de Carandaí, interior de Minas Gerais.

Haviam outras famílias de agricultores morando na área desta fazenda há mais de dez anos, e o que mais chamou minha atenção foi que a maioria desses moradores já haviam presenciado lá um ou mais fenômenos estranhos.  A maioria dos relatos descreviam um objeto esférico incandescente de cor alaranjada que cruzava o céu em baixa altitude e grande velocidade, o qual era chamado ou explicado,por assim dizer, de “mãe do ouro”, um mito folclórico.  Evidentemente que para mim aquilo não passava de crendices e exageros do povo do campo.

Depois de oito meses morando lá, fui testemunha de um fenômeno muito curioso.  Sempre depois das quinze horas, quando minha égua já não era necessária aos serviços da fazenda, eu costumava cavalgar com ela numa estrada abandonada que ficava acima da fazenda.  A tarde estava ensolarada neste dia e o céu com poucas nuvens.  Cavalguei por uns vinte minutos ou mais. Tudo estava tranquilo quando de repente a égua empacou. Olhei pro chão pensando se tratar de cobra, quando surpreendentemente o dia ficou escuro como se fosse noite, então olhei para o céu e acima de mim a cerca de uns 100 metros havia uma espécie de círculo de uns vinte metros de diâmetro por onde se podia ver as estrelas.  Era como olhar por uma janela circular de vidro.  O restante do céu estava cinza escuro como se uma tempestade houvesse se formado.

O fenômeno durou aproximadamente dez segundos e de súbito o céu ficou claro de novo como se nada houvesse acontecido.

Quando cheguei em casa perguntei se alguém tinha percebido alguma mudança brusca no céu mas ninguém tinha notado nada, então me convenci que era algum fenômeno natural e esqueci do episódio.

Depois de uns seis meses, precisamente no dia 2 de fevereiro de 1993, me lembro bem porque havia sido o primeiro dia de aula do ano, por volta das vinte e uma horas eu fui até a varanda da casa e me debrucei no beiral olhando para baixo.  De repente um flash de luz branco e silencioso vindo do céu, cortou a escuridão num segundo e depois outro.  Imaginei que fossem relâmpagos e curvei o corpo para fora a fim de ver melhor o céu.

Tamanha foi minha surpresa ao ver que acima de mim, a uns seis metros mais ou menos, pairava um objeto esférico com uma luz intensamente dourada mas que não agredia a visão.  O objeto lançou mais um flash, subiu em vertical a uma altura de mais ou menos trezentos metros e depois, numa manobra em diagonal, sumiu no céu numa velocidade supersônica.

Não senti medo nenhum e fui contar pra minha mãe que não mostrou nenhuma curiosidade.  No outro dia porém logo bem cedo minha mãe veio me acordar e me mostrar uma estranha formação de nuvens no céu.  Era como se fosse um bolsão de ar. Tinha a aparência de uma gota gigantesca que ficou no céu pela manhã inteira e depois foi se desfazendo.

Infelizmente as únicas provas que tenho desses acontecimentos são meus relatos e os dos moradores que lá viviam.  Por ter pouca idade na ocasião, não tive a sabedoria em datar com precisão os horários e a real duração dos eventos…hoje poderia ser um material e tanto!

Atenciosamente,

Lua

Nossos mais sinceros agradecimentos à Lua, que sempre tem colaborado com este blog através de seus comentários, e agora com seus relatos.

n3m3

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.

Devido a problemas técnicos, dispositivos móveis que acessam a versão amp (Accelerated Mobile Pages) do OVNI Hoje não terão acesso ao sistema de comentários. Neste caso, simplesmente acesse o site ovnihoje.com diretamente, e não por intermédio do sistema de procura.