Estudo secreto do exército dos EUA: Alguns OVNIs / UFOs são interplanetários – Parte IV (Última Parte)

Tempo de leitura: 2 min.

ts3.jpg

MacArthur continuou com sua dica “interplanetária” quando falou a extraordinária frase “povos de outros planetas“. Estava ele dando uma dica à respeito de seu envolvimento com a Unidade de Fenômenos Interplanetários?

O Exército alega que o IPU era um “item de interesse” para um Assistente do Chefe de Estado-Maior de Inteligência dentro do Exército. O Assistente do Chefe de Estado-Maior de Inteligência do General Douglas MacArthur era o Coronel Charles A. Willoughby.  MacArthur e Willoughby ficaram muito próximos durante décadas e Willoughby finalmente foi promovido ao cargo de Major-General.

Uma época, o General Willoughby conheceu o Coronel do Exército, Philip Corso, “ornamentador” controverso do caso Roswell.  Talvez Corso pegou de Willoughby algumas migalhas de informações verdadeiras sobre o caso Roswell, e mais tarde as exagerou.  Também sabía-se que Willoughby pessoalmente investigou os incidentes com OVNIs, muito tempo depois de ter deixado o Exércido, no início da década de 1950.

Será que MacArthur estava trabalhando em conjunto com Willoughby, ou este último estava sendo usado como “cobertura” por MacArthur para seus próprios estudos com OVNIs?  Talvez seja por isso que uma das respostas dada pelo Exército sob o FOIA para um dos pesquisadores aludiu ao IPU como sendo associado à um Assistente Diretor anônimo de um Chefe de Estado-Maior de Inteligência durante aquele período.  Foi proposital a não menção de Willoughby por nome, nem de seu chefe, o próprio General Douglas MacArthur.

O autor e pesquisador Timothy Good declara que suas fontes de informações indicaram que o IPU não estava na verdade sob o comando direto do General MacArthur, mas sim por alguém de escalão ainda maior.  Good afirma que este comando era do superior imediato de MacArthur, General George C. Marshall (Chefe de Estado-Maior do Exército, que logo após foi nomeado Secretário de Defesa dos EUA), o qual orientava os estudos de OVNIs interplanetários de MacArthur.

OS ESTUDOS SUPRIMIDOS

Os estudos do Exército dos EUA sobre o fenômeno dos OVNIs, como o próprio Exército sugere hoje, pode ter sido um “assunto particular” entre os líderes dos altos escalões militares e da inteligência.  Talvez tal designação reveladora de “Unidade de Fenômenos Interplanetários” foi somente usada entre eles, e seletivamente mencionada. É possível que este era o termo oculto usado internamente para o projeto e ele se refiria ao corpo de estudos e arquivos que tiveram nomes menos sugestivos, mas que tinham, mesmo assim, determinado que a natureza do fenômeno era mesmo interplanetária.  Seja qual for o caso, o trabalho daquela unidade ainda permanece escondido.

Mesmo hoje, o Exército e a Força Aérea dos EUA estão suprimindo a liberação destes antigos estudos de OVNIs.  Seria vital que eles se tornassem públicos.  Eles não foram destruídos, como agora se alega.  Devemos saber sobre qual embasamento aqueles líderes militares e de inteligência concluíram que os veículos desconhecidos que cruzam nossos céus eram pilotados por extraterrestres.

Um método mais direto está sendo tomado pelo autor original desta reportagem, Anthony Bragalia, para assegurar a verdade sobre os estudos secretos do Exército dos EUA.   Espera-se que esta nova abordagem, a qual não irá usar a Lei de Liberdade de Informações – FOIA,  irá revelar o mistério do porquê estes eminentes militares determinaram que alguns dos OVNIs eram provenientes de outro mundo.

Este blog ficará atento para qualquer novo acontecimento relevante a este caso.

n3m3

Fonte: The UFO Iconoclast

<Primeira Parte / <Parte II / <Parte III

NÃO ESQUEÇA DE VISITAR NOSSA PÁGINA PRINCIPAL: OVNIHOJE.COM

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.