Denunciantes de empreiteiros privados se manifestarão sobre OVNIs?

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 2 min.

Por Danny Silva (@dannysilvarecord)
O co-apresentador do Podcast That UFO, Dan Zetterström, recentemente divulgou uma mensagem na plataforma X (antigo Twitter) sobre algo que não tem sido muito falado na comunidade OVNI.

Crédito da imagem ilustrativa: n3m3/Bing/DALL-E

A mensagem não recebeu tanta atenção quanto eu teria previsto (ainda), mas definitivamente me fez pular:

“Ouvimos e falamos muito sobre o futuro dos funcionários do governo do Programa OVNI. Mas ouvimos falar de membros da indústria privada como a Lockheed? Talvez o façamos em 2024…

Dan está correto? Se assim for, esta seria uma camada importante para a história base de OVNIs que muitos na comunidade acreditam ser verdade, inclusive eu… que não só o governo dos Estados Unidos tem OVNIs, grandes pedaços de OVNIs e/ou produtos biológicos*, mas também empreiteiros privados como Lockheed Martin. A tradição do contratante privado remonta a muitas décadas, sendo referenciada em vários livros e mais famosa em Contatos Imediatos de Terceiro Grau. Aqui estão referências detalhadas ao tópico em blogs anteriores de anos anteriores:

Harry Reid: Lockheed Martin Rumored to Have UFO Debris (“Harry Reid: Há rumores de que a Lockheed Martin possui restos de OVNIs”)

These People Claim UFO Artifacts are Held by the Government and/or Contractors (“Essas pessoas afirmam que artefatos de OVNIs estão em poder do governo e/ou de empreiteiros”)

Are Satellites Tracking UFOs? (“Os satélites estão rastreando OVNIs?”)

A Lockheed e outros empreiteiros sempre foram retratados como bandidos, inclusive em meus próprios blogs. Durante o ano passado, ouvi em particular e foi declarado publicamente que alguns empreiteiros podem estar querendo se desfazer do hardware, etc. Eles estão fazendo isso para encobrir seus rastros porque é muito problemático? Possivelmente. Mas parte do boato também afirma que o governo dos Estados Unidos pode tê-los impedido de fazê-lo.

Os empreiteiros sabiam no que estavam se metendo originalmente, décadas atrás? Eles são os bandidos que pensamos que são ou foi uma série de eventos em que acabaram presos? Provavelmente não é a questão preto e branco que pensei que fosse e a comunidade atualmente pensa que é. Sem dúvida, há muitas camadas nisso. A ideia de que a tecnologia não foi distribuída uniformemente e poderia causar enormes problemas jurídicos para o complexo industrial militar é outro tema comum.

Eu certamente espero que denunciantes da indústria privada se apresentem junto com programas governamentais para dar ao público a tão necessária visão sobre o acobertamento dos OVNIs.

(Fonte)


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ❤️ Silas Raposo ❤️ Danilo Tercariol ❤️

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:


denunciantesdesacobertamento dos OVNIsempreiteirosLockheed Martin
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.