Encontros da Marinha dos EUA com OVNIs que eles ocultam

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
Tempo de leitura: 4 min.

O envolvimento da Marinha dos EUA em encontros com OVNIs não é um fenômeno recente. Os avistamentos de OVNIs pela Marinha remontam às décadas de 1950 e 1960. No entanto, durante esse período, estes avistamentos foram envoltos em segredo.

Crédito da imagem ilustrativa: n3m3/Bing/DALL-E

Os membros da tripulação foram explicitamente instruídos a permanecer em silêncio sobre os incidentes e, quando pressionados, muitas vezes recebiam explicações vagas ou absurdas sobre a natureza desses objetos misteriosos.

Mesmo com os últimos anúncios oficiais de supostos encontros de OVNIs/OSNIs, tais como:

  • Incidente de OVNI no USS Nimitz (2004)
  • Incidente de OVNI no USS Theodore Roosevelt (2014-2015)
  • Incidente de OVNI USS Kidd (2019)
  • Incidente de OVNI do USS Russell (2019)
  • Incidente de OVNI no USS Omaha (2021)

Você pode imaginar que a Marinha dos EUA teve muitos mais encontros de OVNIs/OSNIs ao longo dos anos, mas esses eventos são mantidos em segredo.

Aqui estão cinco incidentes de OVNIs/OSNIs nos quais a Marinha dos EUA esteve envolvida durante os anos 60, 70 e 80:

1. Ilhas dos Açores, início do outono de 1965, USS Albany GC10

-Tarde da noite, luzes apagadas, turno de vigia. Técnicos e controladores de tráfego aéreo observaram três objetos não identificados no radar seguindo a frota a uma distância de cerca de 40-50 milhas por mais de uma hora.
-Três jatos despachados para investigar. Os pilotos voaram a velocidades em torno de 1350 nots, mas não conseguiram fazer contato visual com os objetos desconhecidos. O técnico, no entanto, conseguiu localizar os objetos no radar de localização de altitude, SP530.
-À medida que os jatos tentavam se aproximar dos OVNIs, os objetos se afastavam rapidamente, mantendo sua formação triangular.
-Então, dentro de sete varreduras de radar, os OVNIs desapareceram completamente do radar, enquanto os jatos permaneceram visíveis.

2. Ilhas dos Açores, 23 de maio de 1968, USS Monrovia APA-31

-A testemunha estava a bordo do USS Monrovia APA-31 e observou um grande objeto submerso a estibordo do navio, logo atrás da popa.
-Este OSNI tinha formato oval alongado e emitia um brilho laranja luminescente. Parecia ter uma qualidade translúcida.
-O OSNI parecia imitar várias mudanças na bússola, radar e equipamento de rádio do navio, causando mau funcionamento, tornando-os inoperantes.
-Tão repentinamente como apareceu, o OSNI desapareceu.
-O avistamento durou cerca de 90 minutos e foi testemunhado por cerca de 1.100 tripulantes do navio, incluindo um contingente de fuzileiros navais dos EUA.

3. Mar Mediterrâneo, verão de 1974, USS Forrestal CV-59

-O sinaleiro de plantão durante uma vigília noturna regular avistou um reflexo incomum que apareceu como uma luz subaquática, a aproximadamente 13 quilômetros de distância e relatou o avistamento à torre de controle.
-Apesar do sonar não ter conseguido confirmar o contato, o avistamento visual foi forte o suficiente para trazer o capitão, o oficial executivo, o chefe de voo e vários oficiais de inteligência ao convés. Durante os próximos 20 minutos, eles observaram o objeto se movendo em alta velocidade na proa do navio.
-O objeto ziguezagueou de 60 para mais de 160 quilômetros por hora até parar diretamente no caminho do navio em um ponto a 4 milhas (6,4 km) do Forrestal, antes de desaparecer nas profundezas do mar.
-Na sequência, a testemunha foi ordenada pelo oficial executivo a permanecer em silêncio.

4. Triângulo das Bermudas, 15 de junho de 1977, USS Glover AGFF-1

-Na manhã de 15 de junho de 1977, o serviço de vigia da testemunha acima da ponte foi interrompido por um objeto circular vermelho-laranja brilhante que caiu do céu e se aproximou do navio e, quase simultaneamente, outro vigia também avistou o objeto.
-Em poucos instantes, mais dois objetos semelhantes apareceram, obrigando-os a relatar 3 contatos não identificados à ponte e ao Centro de Informações de Combate (CIC).
-De repente, o navio perdeu toda a energia, incluindo radar e sonar, e parou na água enquanto os 3 objetos realizavam manobras surpreendentes no céu antes de formarem um triângulo diretamente acima do navio.
-Os 3 objetos então convergiram para formar um único círculo de luz laranja brilhante a cerca de 200 metros diretamente acima do navio. Em seguida, desapareçam e a nave recuperou a potência total e todos os sistemas foram reiniciados.
-Mais tarde naquela noite, o navio encontrou um contato de superfície que se moveu a uma velocidade estimada de 110 km/h e mergulhou sem qualquer desaceleração nas profundezas do Atlântico, desaparecendo das telas do sonar e do radar.
-Na manhã seguinte, a tripulação foi reunida e ordenada a esquecer tudo o que havia testemunhado e a dizer que tinha visto “um helicóptero russo experimental”.

5. Mar do Caribe, verão de 1980 ou 1981, USS W.S. Sims FF-1059

-Um despacho urgente foi retransmitido para o USS W.S. Sims para ir para Porto Rico, onde houve relatos de um submarino russo exibindo manobras suspeitas na área.
-A bordo estavam mergulhadores, cientistas e outros especialistas, todos reunidos para investigar a incomum atividade subaquática.
-A tripulação passou várias semanas intensas trabalhando para determinar exatamente com o que estavam lidando.
-A testemunha ouviu “sussurros” dos mergulhadores que faziam parte da investigação. Eles se referiram ao incidente como outro “Shag Harbor”.
-O resultado final da missão permaneceu indefinido e a tripulação foi informada de que estava estudando um fenômeno natural de origem indeterminada.
-O fenômeno tinha a incrível capacidade de escapar à detecção à vontade, apenas para reaparecer novamente. Esse padrão continuou por cerca de seis semanas.

O incidente do OVNI em Shag Harbor foi o impacto relatado de um grande objeto desconhecido nas águas perto de Shag Harbor, Nova Escócia, uma vila de pescadores na costa atlântica, em 4 de outubro de 1967.

Pelo menos onze pessoas viram um objeto iluminado voando baixo em direção ao porto. Várias testemunhas relataram ter ouvido um assobio “como uma bomba”, depois um “whoosh” e, finalmente, um grande estrondo.

Dois dias após a observação do incidente, um destacamento de mergulhadores da Marinha da Fleet Diving Unit Atlantic foi montado e, durante os três dias seguintes, vasculharam o fundo do mar do Golfo do Maine, próximo a Shag Harbor, em busca de um objeto.

O relatório final disse que nenhum vestígio de um objeto foi encontrado, mas sugere-se que eles mantiveram o incidente do OVNI em segredo.

[Para instruções de como ativar a legenda em português do(s) vídeo(s) abaixo, embora esta não seja precisa, clique aqui.]

(Fonte)


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Paulo Sanchez ||| Edward Vaz Jr. ||| Silas Raposo ||| Franklin Viana ||| Karin Gottert ||| Leopoldo Della Rocca

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta, portanto aja com responsabilidade.
  • O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com éticasempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
AvistamentosMarinha dos EUAOSNIsOVNIsUAPsUFOs
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.