O que existe sob o deserto do Saara?

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
Tempo de leitura: 2 min.

Quer sejam arqueólogos ou apenas alguns rapazes na praia criando um buraco confundido com o impacto de um asteroide, as pessoas não conseguem deixar de se perguntar o que há por baixo da areia.

Helicóptero voa sobre o deserto do Saara. Crédito: GeoFS, CC BY-SA 4.0 https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0, via Wikimedia Commons

A resposta difere dependendo da areia, claro. Perto da costa, o mar em constante agitação destrói rochas ao longo de milhares ou milhões de anos, criando areia. Abaixo dos sedimentos oceânicos você encontrará o arenito rochoso sedimentar, criado sob a pressão das camadas acima. Explore isso e você poderá encontrar petróleo (que, aliás, não é feito de dinossauros) ou fósseis, criados à medida que os minerais penetram no organismo e se transformam em pedra.

Em terra, a areia também pode ser formada a partir de rochas, trituradas pelo intemperismo dos rios e outros elementos. Uma área coberta por esse material (bem, mais ou menos) é o deserto do Saara. Embora famoso por suas extensas dunas de areia, como a maioria dos desertos, o Saara em sua maioria não é arenoso.

Então, o que existe sob as dunas de areia do Saara? Acontece que há muitas descobertas interessantes. O Saara nem sempre foi a paisagem seca e árida que é hoje. Um estudo recente mostrou que ele se transforma em uma floresta verde aproximadamente a cada 21 mil anos, resultado da oscilação do eixo da Terra, causando mudanças nas estações das monções.

Além do maior sistema aquífero de água fóssil do mundo – águas subterrâneas retidas conhecidas como Sistema Aquífero de Arenito Núbio – o deserto contém outras surpresas. Um deles, encontrado em 2010, é um megalago pré-histórico. Observando fósseis de peixes encontrados 400 quilômetros a oeste do Nilo, bem como dados de radar da área, os pesquisadores encontraram evidências de que cerca de 250 mil anos atrás o Nilo inundou o leste do deserto do Saara, cobrindo mais de 108.800 quilômetros quadrados.

Uma equipe de geólogos escreveu em seu estudo:

“Esses lagos podem ter se originado do transbordamento do Nilo através de Wadi Tushka, o ponto baixo na margem oeste do Nilo. Uma origem de transbordamento é consistente com hipóteses recentes sobre a origem do Nilo e sua integração com a drenagem da África Central.

Os dados topográficos contribuem para a crescente evidência de numerosos lagos do início e do período médio do Pleistoceno em todo o Norte da África que poderiam ter apoiado padrões de migração humana.”

De acordo com a equipe, os humanos do Paleolítico provavelmente fizeram assentamentos perto do antigo megalago, próximo à fonte de água.

Por mais inóspito que o Saara possa parecer, ele tem sido habitado ao longo dos séculos, com assentamentos e fortalezas de civilizações perdidas sendo descobertas ao longo dos anos. Quanto ao que está por trás de tudo isso, você provavelmente não ficará surpreso ao saber que é o nosso velho amigo arenito novamente. Cave o arenito e você encontrará rocha e argila seca.

(Fonte)


Mas talvez, do ponto de vista antropológico e não meramente geográfico, é a possibilidade das areias do deserto do Saara estarem ocultando construções feitas pelo homem há milhares de anos. Aliás, esta não é somente uma possibilidade, mas uma realidade, pois vários monumentos já foram desenterrados de suas areias.

n3m3

…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ||| Silas Raposo ||| Franklin Viana ||| Karin Gottert ||| Leopoldo Della Rocca

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta, portanto aja com responsabilidade.
  • O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com éticasempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
deserto do Saarageologiamistério
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.