Arqueólogos encontram estrutura de madeira mais antiga da Terra

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 2 min.

As revelações das Cataratas de Kalambo, na Zâmbia, sugerem que há meio milhão de anos, os humanos construíram sofisticadas estruturas de madeira, desafiando as nossas crenças anteriores sobre as capacidades dos nossos antepassados ​​pré-históricos.

Crédito: Larry Barham

Uma nova pesquisa da Universidade de Liverpool e da Universidade de Aberystwyth revela uma descoberta surpreendente: estruturas de madeira foram criadas por humanos muito antes do surgimento da nossa espécie, o Homo sapiens.

Restos de madeira bem preservados, descobertos no sítio arqueológico das cataratas de Kalambo, na Zâmbia, foram datados de aproximadamente 476.000 anos. Esses artefatos desafiam a noção de que o principal uso da madeira durante a época era para fogo, ferramentas de escavação e armas.

Artefatos e sua história

Após um exame detalhado, as marcas de ferramentas de pedra na madeira indicam que esses primeiros humanos moldaram e uniram intencionalmente grandes troncos. Isto possivelmente lançou as bases de uma plataforma ou mesmo de uma habitação.

Anteriormente, a crença predominante sustentava que os humanos da Idade da Pedra eram principalmente andarilhos. No entanto, a fonte perene de água em Kalambo Falls e as florestas circundantes, ricas em alimentos, sugerem que estes primeiros humanos podem ter-se estabelecido e erguido estruturas.

Liderando o projeto de pesquisa “Deep Roots of Humanity” (“Raízes Profundas da Humanidade”), o professor Larry Barham, da Universidade de Liverpool, compartilhou:

“Esses humanos antigos usaram inteligência, imaginação e habilidades, transformando seu ambiente para melhorar a vida diária. Esta descoberta leva-nos a vê-los sob uma luz mais semelhante à nossa do que se supunha anteriormente.”

Cientistas criaram modelos para mostrar como toras sobrepostas poderiam ter sido usadas

Namorando as descobertas

A equipe da Universidade de Aberystwyth empregou técnicas avançadas de datação por luminescência para determinar a idade dos artefatos. Estas técnicas determinam a última vez que os minerais circundantes foram expostos à luz solar.

O professor Geoff Duller, da Universidade de Aberystwyth, explica:

“Usando estes novos métodos de datação, somos agora capazes de ir muito mais fundo na história, ligando os pontos da evolução humana.

Escavações anteriores em Kalambo Falls, na década de 1960, sugeriram a importância do local, mas a sua verdadeira importância permaneceu obscura até às nossas recentes revelações.”

Situadas na fronteira da Zâmbia e da Tanzânia, as Cataratas do Kalambo sempre foram de importância arqueológica. Esta pesquisa consolida ainda mais o seu lugar como candidato a Patrimônio Mundial das Nações Unidas.

O projecto “Deep Roots of Humanity”, apoiado pelo Conselho de Investigação em Artes e Humanidades do Reino Unido, visa desvendar os meandros da evolução tecnológica humana na Idade da Pedra, em parceria com numerosas instituições da Zâmbia.

O professor Barham conclui:

“Com a rica história das Cataratas de Kalambo, estamos prevendo muitos mais avanços a partir dos seus contos submersos.”

(Fonte)


Uéééé!?!?!?! Naquela época não éramos todos trogloditas, vivendo em cavernas?

Outro indício de que a história da humanidade precisa ser reescrita. E ainda há muitos mais.

n3m3

…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ❤️ Silas Raposo ❤️ Franklin Viana ❤️Leopoldo Della Rocca ❤️

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:


arqueologiaestruturas de madeiraKalambopré-história
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.