As Pirâmides de Paratoari: Maravilhas Antigas ou Naturais?

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
Tempo de leitura: 2 min.

Em 1976, um detalhe curioso apareceu na fotografia de satélite número C-S11-32W071-03 da NASA: uma série de estruturas semelhantes a pirâmides, distribuídas de maneira organizada e uniforme em fileiras distintas em meio à densa vegetação do sudeste do Peru.

A imagem acima mostra uma ilustração de como as supostas pirâmides podem ter parecido de uma perspectiva aérea.

Envolta no vasto e verdejante abraço da floresta amazônica, encontra-se uma série de formações enigmáticas, conhecidas por muitos como as Pirâmides de Paratoari ou os “Pontos do Peru”. O burburinho inicial em torno dessas estruturas emergiu não do solo, mas do céu. Em 1976, um detalhe curioso apareceu na fotografia de satélite número C-S11-32W071-03 da NASA: uma série de estruturas semelhantes a pirâmides, distribuídas de maneira organizada e uniforme em fileiras distintas em meio à densa vegetação do sudeste do Peru.

A imagem, tão nítida contra o pano de fundo labiríntico da selva, incitou teorias de uma civilização antiga, talvez um testemunho de uma sociedade que já dominou as vastas selvas da Amazônia.

No entanto, em 1996, essas estruturas foram submetidas a um exame minucioso por Gregory Deyermenjian, um explorador experiente afiliado ao clube dos exploradores. Enquanto Deyermenjian realmente revelou sinais da presença inca na região, como petróglifos e estradas pavimentadas, as pirâmides escaparam da classificação de serem maravilhas feitas pelo homem. Elas acabaram por ser formações naturais de arenito conhecidas como esporões truncados, que, vistos de certos ângulos, podem imitar a aparência de pirâmides.

As chamadas pirâmides ou Paratoari são retratadas na imagem de satélite da NASA rotulada como C-S11-32W071-03. Domínio público.

Mas os mistérios desta região estavam longe de esgotados. Em 2001, a busca por vestígios antigos foi reativada. O arqueólogo italiano Mario Polia, enquanto navegava pelos arquivos dos jesuítas em Roma, deparou com o relatório de um missionário. Falava de uma cidade inca chamada Paititi, supostamente localizada nas proximidades de Paratoari. A lenda de uma “cidade perdida” ressurgiu, mais uma vez capturando o interesse global.

Embora em 2007 as esperanças tenham aumentado com a descoberta do que parecia ser um “forte”, elas foram frustradas ao saber que era outra das criações naturais de arenito da Amazônia.

A história de Paratoari, de uma imagem de satélite da NASA a lendas de cidades perdidas, encapsula o fascínio do desconhecido. Com a capacidade da natureza de enganar e o conhecimento antigo entrelaçado, a Amazônia mantém seu status como uma das últimas grandes fronteiras do mundo, sempre atraindo exploradores para suas profundezas.

(Fonte)


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ||| Silas Raposo ||| Franklin Viana ||| Karin Gottert ||| Leopoldo Della Rocca

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta, portanto aja com responsabilidade.
  • O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com éticasempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
arqueologiaPeruPirâmides de Paratoari
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.