Astrônomos sondam os céus em busca de tecnoassinaturas alienígenas

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 2 min.
Ouça este artigo...

A missão de uma década está definida para pesquisar o milhão de estrelas mais próximo, todo o plano galáctico, o centro da nossa galáxia e as 100 galáxias mais próximas da Via Láctea.

Crédito da imagem ilustrativa: n3m3/leonardo.ai

O que mais podemos fazer na tentativa de encontrar evidências de vida alienígena? Os astrônomos querem sondar os céus em busca de tecnoassinaturas ópticas de alienígenas, na tentativa de responder à pergunta final de todas: estamos sozinhos no universo? E para encontrar vida alienígena, contamos com a VERITAS. A Colaboração VERITAS, em parceria com a Breakthrough Listen de Yuri Milner, está expandindo o escopo de sua busca por inteligência extraterrestre, incorporando a busca por “tecnoassinaturas ópticas”.

O maior projeto na busca por inteligência extraterrestre (SETI), “Breakthrough Listen”, fundado pelo bilionário russo-israelense Yuri Milner em 2015, deu um passo significativo. Colaborando com a VERITAS, eles ampliaram a busca pela vida além do nosso mundo, concentrando-se em “assinaturas tecnológicas ópticas”.

Conforme revelado pelo Universe Today, a Breakthrough Listen, iniciado pela Breakthrough Initiatives sem fins lucrativos de Milner, empregará radiotelescópios de classe mundial e análises de última geração para examinar a atividade tecnológica ou “tecnoassinaturas”. A missão de uma década está definida para pesquisar o milhão de estrelas mais próximo, todo o plano galáctico, o centro da nossa galáxia e as 100 galáxias mais próximas da Via Láctea.

Em 2018, a Breakthrough Listen se uniu à VERITAS Collaboration, um esforço internacional que utiliza os telescópios de raios gama do Observatório Fred Lawrence Whipple, no Arizona. Recentemente, eles publicaram as descobertas do primeiro ano de sua busca por “assinaturas tecnológicas ópticas” realizadas entre 2019 e 2020. Esses resultados promissores estabelecem as bases para pesquisas futuras, incentivando a inclusão de pulsos ópticos no catálogo de assinaturas tecnológicas.

Avanço nas pesquisas de assinaturas tecnológicas

Historicamente, os esforços da SETI têm se concentrado amplamente em transmissões de rádio como possíveis assinaturas tecnológicas. O campo se ampliou nos últimos anos, considerando comunicações de energia direcionada, evidências espectrais de poluentes industriais em atmosferas de exoplanetas e até mesmo espaçonaves ou detritos extraterrestres. O Relatório do Workshop Technosignature da NASA de 2018 destacou essas possíveis assinaturas tecnológicas.

O conjunto de quatro refletores ópticos Cherenkov de 12 metros da VERITAS aprimora a busca da Breakthrough Listen por assinaturas tecnológicas ópticas. Especificamente, eles estão à procura de pulsos ópticos de nanossegundos que podem ser detectados em distâncias interestelares. Gregory Foote, co-autor do artigo da VERITAS, destacou a importância de olhar além das assinaturas tecnológicas de rádio tradicionais.

VERITAS Array complementando FRGST e LAT da NASA

A matriz VERITAS, concluída em 2007, aprimora o Fermi Gamma-ray Space Telescope da NASA e o Large Area Telescope. Seus telescópios de espelho segmentados têm a maior sensibilidade na faixa de energia muito alta, vital para a detecção de pulsos ópticos de alta energia.

A equipe dessa colaboração também avaliou dados de arquivo VERITAS que datam de 2012. Apesar de não encontrar evidências de pulsos ópticos de nanossegundos, seu trabalho estabelece parâmetros cruciais para pesquisas futuras, reduzindo potenciais estrelas hospedeiras para a transmissão de civilizações. A pesquisa também sugere implicações significativas para os observatórios de raios gama atuais e futuros, incluindo o futuro Panoramic All-sky All-time Near InfraRed e Optical Technosignature Finder (PANOSETI).

(Fonte)


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ❤️ Silas Raposo ❤️ Leopoldo Della Rocca ❤️ Egídia L dos Santos ❤️

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:


alienígenasBreakthrough ListenSETItecnoassinaturasveritas
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.