Poderiam seres de outro universo viajar no tempo sem dificuldades?

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 3 min.
Ouça este artigo...

Há uma cena fascinante no início do filme Interestelar em que Brand (Anne Hathaway) diz que, para criaturas de cinco dimensões, o tempo é como montanhas e vales. Você pode avançar no tempo como escalar uma montanha. Você pode voltar no tempo como entrar em um vale. Esta frase contém toda uma nova teoria da percepção da física como tal. Não é de surpreender que o diretor tenha consultado cientistas ao trabalhar no filme.

Cena do filme “Interestelar”. Crédito: Paramount Pictures

O tempo na física sempre foi uma substância controversa e foi percebido como algo entre uma compreensão filosófica da realidade e uma quantidade física real.

O que o tempo realmente é, ninguém pode dizer até agora. Eles atribuíram as propriedades do próximo campo quântico a ele e tentaram percebê-lo como uma substância física. Eles até procuraram cronons hipotéticos.

Mas entre tantas teorias, surgiu uma que designava o tempo como uma quantidade inexistente. Sob essa percepção, uma coisa interessante acontece.

O tempo é uma quantidade mensurável, segundo a qual se pode estimar o tempo de vida do universo ou do mundo como tal. Ao mesmo tempo, o mundo simplesmente existe milagrosamente para sempre. É muito difícil dizer o que é a própria eternidade e, ao contrário, é muito difícil compreendê-la.

Enquanto isso, essa abordagem não cancela a teoria do surgimento do universo como resultado do Big Bang e outras pesquisas semelhantes. Esses conceitos têm pouco a ver um com o outro. Apenas aceitamos o fato de que o espaço ainda pode ser medido dessa maneira.

Como resultado, o passado pode diferir do futuro apenas pelo fato de que naquele momento havia tal estado da matéria e em outro momento mudou. Aqui chegamos à frase do filme acima mencionada.

Imagine um plano coordenado. Ele tem coordenadas x e z, e elas existem para sempre, como propriedade do espaço disponível. O espaço pode ser desenhado neste número de dimensões. O tempo, de acordo com essa teoria, atua como um plano coordenado adicional. Sua existência é simplesmente uma propriedade do espaço, ou outra forma de medi-lo.

Quando procuramos o início ou o fim do tempo com esta lógica, é o mesmo que tentar encontrar o momento de aparecimento do plano de coordenadas 3D. Pode haver um começo, mas está definitivamente além da linha de consciência do próprio tempo e espaço.

De acordo com essa lógica, verifica-se que, se houver uma criatura que perceba o espaço-tempo não como 3 + 1 dimensões, mas como 4 dimensões completas, ela será capaz de se mover no tempo da mesma maneira que nós movemos verticalmente, em 3 + 1. Ao mesmo tempo, viajar no tempo não será algo fora de controle. Esta será a habilidade mais comum. A criatura só conseguirá ir no tempo do ponto A ao ponto B.

Essa abordagem coloca tudo em seu lugar e coloca nas prateleiras. Se compararmos o tempo com um filme sem fim em que um filme é gravado, tudo se torna ainda mais relevante.

De fato, cada ponto no plano coordenado corresponderá a algum estado do espaço. Da mesma forma, cada quadro do filme corresponde a um determinado ponto no tempo.

Einstein expressou a mesma lógica, mas tudo é complicado pelo fato de que todas as nossas ações já estão predestinadas, como um videogame ao se comunicar com os Personagens Não Jogáveis. Isso nos aproxima da teoria da simulação.

Bem, o tempo como tal é infinito e nenhum langolier engole a imagem deixada no passado.

(Fonte)


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ❤️ Silas Raposo ❤️ Leopoldo Della Rocca ❤️ Egídia L dos Santos ❤️

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:


interestelarmetafísicaoutro universotempo
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.