Esfera misteriosa estava no topo da grande pirâmide do Egito

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
Tempo de leitura: 3 min.

Mais de dez anos de pesquisa do arquiteto espanhol Miguel Perez Sanchez permitiram reconstruir com precisão a aparência original da Grande Pirâmide de Quéops usando um computador e determinando que em seu topo havia uma esfera com mais de dois metros de diâmetro.

Ilustração artística de como o topo da pirâmide poderia ser.

Segundo um estudo do arquiteto Miguel Perez Sanchez, uma série de figuras impossíveis com os números pi, e, e referências contínuas e relações com a estrela Sirius dão uma nova perspectiva sobre a grande enciclopédia do conhecimento que é a Grande Pirâmide do Egito.

A Grande Pirâmide, a construção mais importante do Império Antigo, foi construída durante o reinado do faraó Khufu (2550 aC a 2527 aC), o segundo faraó da 4ª dinastia, a quem Heródoto chamou de Quéops.

Este edifício já perdeu sua cobertura original de calcário branco, e seu topo perdeu 9 metros de altura, então sua forma exata ainda não é conhecida, Perez Sanchez está convencido.

A esfera que coroava a pirâmide, segundo Perez-Sanchez, simbolizava o Olho de Hórus e tinha um diâmetro de 2.718 côvados reais (2,7 metros).

Ele acrescenta que essa esfera era simultaneamente proporcional ao Sol e a Sirius, a estrela mais brilhante do céu, associada a Ísis.

Hoje sabemos que a dimensão da linha de base primária da Grande Pirâmide é harmonicamente integrada à Terra por meio de uma proporção de 1/14400 e que a localização da latitude demonstrou possuir uma associação mais decisiva com a frequência do ano tropical da Terra.

Pérez-Sanchez explicou que, além da esfera, essa reconstrução permitiu conhecer “o ângulo de inclinação de 51,84°, a plataforma de suporte da esfera em torno do perímetro de pi (m) côvados reais e a altura do topo da pirâmide 277.778 côvados reais, igual ao quociente de 1.000.000 dividido por 3.600”.

Na sua opinião, a descoberta da forma e dimensões originais da Grande Pirâmide, bem como a sua reconstrução e análise, revelaram uma arquitetura baseada em cálculos matemáticos, geométricos, geodésicos e astronômicos.

A superfície original da pirâmide, “agora em estado dilapidado”, era 100.000 vezes o número pi (μ), portanto, em cerca de 3.000 anos, chegaremos mais perto de conhecer μ.

Os egípcios possuíam “conhecimentos científicos inesperados, entre os quais, deve-se notar, o uso do teorema de Pitágoras dois milênios antes do sábio samiano, a precisão da determinação do número pi com 6 casas decimais, que foi transportado 3 milênios, bem como como o conhecimento do número e, da Terra, Sol e Sirius, que foram previstos por mais de 4 milênios.

Sabemos que a pirâmide não foi construída como uma tumba, então essa teoria que conhecemos é incorreta. Muitos teóricos especularam que a Grande Pirâmide de Gizé pode ter sido construída para funcionar como uma gigantesca usina de energia. A Grande Pirâmide é tão precisa e exata que deve ter tido um propósito muito maior.

Nikola Tesla pode ter tentado replicar o que os antigos egípcios fizeram no passado distante.

Então, o que esses dois têm em comum? De acordo com o site Ancient-code.com, a localização da Grande Pirâmide de Gizé não foi escolhida ao acaso e, curiosamente, a Colina Knob de Tesla também não.

Acredita-se que Tesla escolheu Knob Hill por causa da latitude que lhe permitiu um deslocamento de comprimento de arco energético favorável do equador da Terra.

Como muitos pesquisadores afirmaram, a separação do comprimento do arco entre o laboratório Knob Hill de Tesla e o equador está harmonicamente ligada à separação do comprimento do arco entre a Grande Pirâmide de Gizé e o equador, tudo isso por meio da sequência numérica do sistema sexagesimal.

O que temos aqui é a Grande Pirâmide de Gizé e o Laboratório de Tesla, ambos especificamente colocados e construídos para um propósito incrível que desconhecíamos.

O incrível laboratório de Tesla foi construído para transmitir energia sem fio a grandes distâncias, e acredita-se que seja a mesma razão pela qual os antigos egípcios construíram a Grande Pirâmide de Gizé, o que explicaria muitos enigmas em torno da pirâmide e seu propósito.

(Fonte)


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ||| Silas Raposo ||| Franklin Viana ||| Karin Gottert ||| Leopoldo Della Rocca

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta, portanto aja com responsabilidade.
  • O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com éticasempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
arqueologiaGrande Pirâmide de Gizéhistória antigaMiguel Perez Sanchez
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.