Novo satélite poderá ser mais brilhante que qualquer estrela

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 2 min.
Ouça este artigo...

As empresas espaciais privadas estão empenhadas em preencher a órbita do nosso planeta com inúmeros satélites – uma tendência sobrecarregada pelos esforços da SpaceX para estabelecer sua constelação Starlink de banda larga, que eventualmente incorporará dezenas de milhares de satélites de 260 quilos cada. E eles só vão ficar ainda maiores.

Ilustração do satélite BlueWalker – Nokia/AST Space Mobile

Esses milhares de novos satélites lançados todos os anos já estão causando estragos nas observações dos astrônomos a partir do solo, aparecendo como longos raios de luz e interferindo nos sinais de rádio.

Agora, um novo satélite, lançado em um foguete SpaceX no fim de semana, já deixou os especialistas profundamente preocupados – embora, em vez do grande número, relata o New Scientist, a preocupação é a de que seja absolutamente gigantesco. Pode até ser o objeto mais brilhante no céu – além da Lua, é claro.

O dispositivo, construído pela empresa AST SpaceMobile, com sede no Texas, é um serviço de celular experimental.

O satélite de cerca de 1.500 quilos, apelidado de BlueWalker 3, é o maior conjunto de antenas comercial já lançado. Eventualmente, ele implantará uma antena de 8 metros – um objeto enorme e refletivo no céu noturno que deixou os especialistas profundamente alarmados.

John Barentine, astrônomo da Dark Sky Consulting em Tucson, Arizona, disse ao New Scientist:

“Estamos preocupados. Pode ser o objeto mais brilhante no céu noturno, potencialmente mais brilhante que o planeta Vênus.”

Depois, há a possibilidade do BlueWalker 3 mexer com equipamentos de radioastronomia enquanto transmite dados da órbita para o smartphone de alguém.

Barentine acrescentou:

“Estamos preocupados com a quantidade de energia nesse feixe.”

Pior ainda, a AST SpaceMobile está planejando lançar mais de 100 satélites ainda maiores chamados BlueBirds – duas vezes o tamanho do BlueWalker 3 – a partir do próximo ano, de acordo com o New Scientist.

Os gigantes da tecnologia Amazon e até a Apple também estão entrando no jogo dos satélites, acumulando uma extensa lista de empresas que tentam se estabelecer na órbita da Terra.

Barentine disse:

“Quanto mais brilhantes esses objetos ficarem, mais danos eles causarão às imagens do céu noturno.

A maioria dos astrônomos aceita que haverá mais satélites no futuro. O que eles querem é uma coexistência pacífica. Não podemos tornar os satélites invisíveis.”

A SpaceMobile não respondeu aos pedidos de comentários do New Scientist.

(Fonte)


De qualquer forma, fiquemos atentos: Quando vermos um objeto brilhante no céu noturno até poucas horas depois do por-do-sol ou antes do nascer, e esse objeto cruzar o céu em velocidade constante e sem fazer qualquer desvio de sua trajetória, certamente se trata de um satélite mundano, nada mais. Agora, se ele aparecer no meio do período noturno e mudar de velocidade ou trajetória, então vale um estudo mais aprofundado.

Como sempre, olhos no céu e pés na Terra!

…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar. Cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

As doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês!

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

bluewalkerOVNI HojesatéliteSpaceX
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.