Pilotos de 3 aviões relatam encontro com OVNIs na Argentina

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 2 min.
Ouça este artigo...

Três aviões comerciais da Aerolíneas Argentinas registraram objetos voadores não identificados, fato que foi registrado em vídeo e áudio com a conversa dos pilotos.

Imagem ilustrativa. Crédito: depositphotos

O evento ocorreu na última sexta-feira (9 de setembro) entre 23h e 23h30, quando dois aviões de passageiros confirmaram que tiveram contato com luzes estranhas no alto da cidade de Choele Choel, Río Negro.

As aeronaes são os voos Boeing 737-76N matrícula LV-CAD que cobriam o serviço ARG1932 e um Boeing 737-8SH matrícula LV-GGK que cumpria o voo regular ARG1928 que ia para Bariloche. Na direção oposta, rumo a Ezeiza (Buenos Aires), o ARG1679, um Boeing 737-887 matrícula LV-GVC, voava a 33 mil pés (10.000 metros), segundo o pesquisador e ovniólogo Marco Bustamante.

De acordo com as comunicações recuperadas por radioamadores, que se dedicam a interceptar conversas aéreas entre pilotos, nessa mesma noite foi gravada uma conversa em que os pilotos descreveram o movimento dos objetos como oscilante —para cima e para baixo— e/ou aparentemente errático ao ligarem e desligarem suas luzes. Você também pode ouvir como um dos comandantes compara o que está vendo com “o OVNI Polanco“, em clara referência ao caso de avistamento de OVNI mais famoso da Patagônia Argentina: o caso Bariloche.

Seu companheiro do outro avião confirmou a informação: “Eu ia dizer a mesma coisa“.

No diálogo, eles também acrescentaram que os pontos foram vistos “um pouco abaixo do Cruzeiro do Sul”, devido à constelação, e que às vezes uma terceira luz podia ser vista.

Abaixo está um vídeo das conversas e investigações em andamento, cortesia de Bustamante:

[Para instruções de como ativar a legenda em português do(s) vídeo(s) abaixo, embora esta não seja precisa, clique aqui.]

Estamos a falar de pilotos profissionais que sabem identificar tudo o que aparece no céu”, acrescentou o investigador, que frisou ainda que devido ao tempo do avistamento, não pode coincidir com nenhum dos satélites em órbita baixa, como o os lançados pela Starlink, por Elon Musk.

“Esta é uma área incrivelmente quente, um ponto quente para a ovnilogia”, acrescentou a ovnióloga Andrea Pérez Simondini. “Estamos submetendo o caso a processos de identificação e filtros que necessariamente devem ser feitos para descartar eventos celestes, voos de satélite ou outros aviões. Parece um caso extraordinário.”

(Fonte)


ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Apoie o OVNI Hoje: Cada Doação é Essencial!

Agradecimentos aos colaboradores do mês: ❤️Eneias Vieira ❤️Silas Raposo ❤️Leopoldo Della Rocca ❤️Cristina Vilas Boas

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

Aerolíneas ArgentinasArgentinaavistamentos de OVNIsOVNI HojeOVNIsUFOs
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.