Mineral encontrado na Lua pode fornecer energia por 10.000 anos

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
Tempo de leitura: 2 min.
Ouça este artigo...

O material recém-descoberto, apelidado de Changesite-(Y) contém hélio-3. Existem cerca de 1,1 milhão de toneladas métricas de hélio-3 na superfície lunar, o suficiente para sustentar a energia requerida por humanos por pelo menos um período de 10.000 anos.

Superfície lunar. Crédito: NASA/depositphotos

Como parte de seu esforço para rivalizar com os EUA na exploração espacial, a China está planejando três missões não tripuladas à Lua nos próximos dez anos. Liu Jizhong, funcionário do Centro de Exploração Lunar e Programa Espacial da China, disse que a Administração Espacial Nacional aprovou o lançamento de três orbitadores à Lua sob o programa lunar Chang’e. Além disso, cientistas chineses anunciaram que encontraram um novo mineral lunar, usando amostras devolvidas pela missão Chang’e-5 apenas um dia antes.

De acordo com a agência de notícias estatal Xinhua, o material recém-descoberto, apelidado de Changesite-(Y), é um cristal colunar incolor e transparente. No entanto, como se vê, esse material é de interesse significativo, pois acredita-se que contenha hélio-3, um isotipo que foi sugerido como uma nova fonte de energia.

Recentemente, ficção científica e fatos têm discutido sobre como a Lua pode ser aproveitada para produzir energia limpa e eficiente. Enquanto o campo magnético da Terra a protege das rajadas do vento solar, a Lua foi bombardeada com grandes quantidades de Hélio-3. Como não é radioativo e não produz resíduos perigosos, esse isótopo pode fornecer energia nuclear mais segura em reatores de fusão. Estima-se que existam pelo menos 1,1 milhão de toneladas métricas de hélio-3 na superfície lunar, o suficiente para sustentar a energia humana por pelo menos um período de 10.000 anos.

Ao longo dos últimos anos, a China voltou seus olhos para Marte, enviou sondas para a Lua, construiu sua própria estação espacial e aumentou suas ambições no espaço, colocando-a em competição direta com os EUA. Atualmente, a NASA tem um jipe-sonda em Marte e planeja enviar astronautas de volta à Lua o mais rápido possível. Espera-se que uma futura fonte de tensão seja a mineração espacial, com os dois países de olho nos minerais da Lua.

Depois que a primeira missão dos EUA de volta à Lua em cinquenta anos, Artemis I, foi adiada, os dois lados estão trocando acusações. Como o administrador da NASA, Bill Nelson, aponta, a China supostamente roubou tecnologia relacionada ao espaço, e os detritos espaciais têm sido uma fonte de críticas para o país. Três anos depois de estabelecer seu programa de exploração lunar em 2004, a China lançou sua primeira espaçonave. O programa Chang’e, em homenagem à deusa chinesa da lua, recentemente coletou amostras da Lua. Os cientistas acreditam que o Pólo Sul da Lua é o melhor lugar para procurar água, então Chang’e-7 terá como alvo essa área. Há também uma missão da NASA visando essa área da Lua.

O governo chinês espera construir uma estação de pesquisa internacional baseada na Lua no futuro, disse Liu no sábado. Segundo o site da NASA, a última missão Apollo 17 foi há quase cinquenta anos, e os EUA continuam sendo o único país a enviar astronautas à Lua. Em julho de 1969, a missão americana Apollo 11 trouxe à Terra 22 kg)de amostras lunares pela primeira vez.

(Fonte)


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ||| Ewaldo Kintopp Neto ||| Giovana Sampaio ||| Silas Raposo Filho ||| Leopoldo Della Rocca ||| Felipe Mitraud ||| Franklin Viana ||| José Airamir de Castro

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta, portanto aja com responsabilidade.
  • O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com éticasempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
Chang'eChangesite-(Y)Chinaenergiahélio-3LuaOVNI Hoje
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.