Astronauta de Palenque poderia ser um viajante do tempo (crononauta), sugere nova teoria

Tempo de leitura: 3 min.

E se o conhecido ‘Astronauta de Palenque‘ não foi um astronauta, mas algo mais surpreendente? O relevo fantástico da laje que cobria o túmulo de Pakal continua a guardar mistérios interessantes.

Laje que cobria o túmulo de Pakal.

Poderia ter sido um astronauta, sim, mas talvez haja algo mais…

Ao norte de Chiapas, no México, encontra-se o túmulo da pessoa que foi rei de Palenque no século VII d.C., K’inich Janaab’ Pakal ou simplesmente Pakal. O governante repousa em um enorme sarcófago de pedra localizado na câmara funerária de uma pirâmide escalonada, com uma sepultura não desprezível que inclui uma infinidade de contas de jade. Da mesma forma, todo o local é decorado com relevos e esculturas exaltando sua figura.

É claro que ele era alguém de extrema importância em sua sociedade, mas o estranho, o impossível, tem que aparecer e neste caso se apresenta no relevo que decora a pesada laje do sarcófago de Pakal.

A imagem da laje do sarcófago é talvez uma das mais importantes de tudo o que hoje é sítio arqueológico, e com certeza não é desconhecida do leitor.

De acordo com a proposta popularizada por autores como Eric von Däniken ou Charles eric, notáveis ​​semelhanças com as naves modernas em que levamos astronautas ao espaço seriam observadas na representação.

Então, seria esta a representação de uma nave ou um foguete levando Pakal para algum lugar fora do nosso planeta. Esta é uma tese profundamente enraizada em ideias relacionadas com a teoria dos antigos astronautas.

Detalhe da laje que cobre o túmulo de Pakal.

Ela se refere, por exemplo, que Pakal não aparece em posição horizontal por acaso, mas que seria feito justamente devido às terríveis forças que o corpo tem que suportar ao decolar. Posição que, aliás, os astronautas também adotam hoje. Também é notado que parece haver fogo e fumaça aparecendo na parte inferior da imagem, assim como um foguete.

Que o protagonista parece estar trabalhando com o que seria um console de controle, com interruptores e alavancas e que até um tubo chegaria ao seu nariz, talvez em algo que lembrasse suporte de vida.

Muitas outras semelhanças estranhas são detalhadas, mas esta não é a única controvérsia sobre isso.

De quem eram aqueles ossos?

Além da teoria acima, há outra controvérsia que propõe que os ossos agora adornados que repousam no sarcófago não teriam pertencido realmente a Pakal.

É estranho, mas os registros mostram que o rei viveu até os 70 ou 80 anos, mantendo o governo até o dia de sua morte, embora alguns estudos mostrem que os restos ósseos encontrados teriam pertencido a um homem entre 40 ou 50 anos. Este fato que uma diferença de até 40 anos, quase nada…

Então, de quem são os ossos? As inscrições em todo o recinto, a arte e o sarcófago referem que quem repousa no caixão de pedra é Pakal, mas ele não morreu aos 40 anos. E o sarcófago não foi aberto, pois foi lacrado até 1952, depois de ter sido descoberto pelo arqueólogo Alberto Ruz L’huillier.

Uma teoria então propõe que não se trata realmente do governante, mas há quem se refira a outra abordagem mais surpreendente…

Uma máquina do tempo?

Outra ideia é adicionada à equação: E se a estranha máquina de Pakal não fosse realmente um veículo para viajar pelo espaço? E se servisse a outro propósito?

Nesse sentido, há quem proponha que não, não seria uma máquina se mover pelo espaço, mas seria na verdade uma máquina que se moveria no tempo. Uma máquina do tempo!

Explicando assim porque os ossos do sarcófago seriam 40 anos mais jovens do que deveriam ser. Assim, talvez, não teria sido uma civilização avançada de fora do planeta que teria criado a maquinaria na qual Pakal está representado. Essa teoria abre a porta até mesmo para considerar se o governante não era realmente um viajante do tempo do nosso próprio futuro, que por algum motivo decidiu passar a vida entre os maias, e que trouxe essa tecnologia com ele.

Uma teoria intrigante, claro, embora não seja a única de seu tipo…

(Fonte)


Teorias são fáceis de serem elaboradas, pois elas estão limitadas somente pela imaginação humana. Mas que o desenho do “Astronauta de Palenque” é muito sugestivo, isto não há dúvidas. Talvez a real representação dele seja algo que nem sequer imaginamos ainda.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!
arqueologiaastronauta de PalenqueOVNI HojePakal
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.