O misterioso desaparecimento de Jim Sullivan, o cantor “abduzido” por ETs

Tempo de leitura: 4 min.

Os OVNIs têm fascinado músicos de rock e um dos acontecimentos mais misteriosos dessa combinação foi o que aconteceu com o cantor Jim Sullivan, principalmente nos aspectos que envolveram seu desaparecimento abrupto aos 34 anos.

Capa do primeiro disco de Jim Sullivan, U.F.O., dedicado ao extraterrestres.

Jim Sullivan tem uma biografia nada clara ou linear. Em 1969, gravou seu primeiro álbum U.F.O. (sigla para Unidentified Flying Object, OVNI em inglês) acompanhado por um excelente grupo de músicos de Los Angeles. O material durou apenas 29 minutos e foi o suficiente para que, ao longo dos anos, fosse um álbum cult.

No entanto, seis anos depois, desiludido com o fracasso de seus empreendimentos musicais, Sullivan deixou a Califórnia e quis tentar a sorte na cidade de Nashville, mas nunca chegou ao seu destino. Ele se perdeu no deserto sem deixar rastro e ninguém, até hoje, soube o que aconteceu com ele.

Jim Sullivan: um cantor e compositor obcecado por OVNIs

Em 1969, Sullivan tornou-se uma celebridade no Raft, um bar em Malibu, Califórnia, com fãs como o ator Harry Dean Stanton e outras estrelas de cinema de Hollywood.

Sullivan se deu muito bem com a cena do filme, inclusive aparecendo em uma participação especial em Easy Rider, de Dennis Hopper. O filme teve uma trilha sonora que incluiu Jimi Hendrix, Steppenwolf e The Byrds, entre outros.

De suas sessões no Raft, um grupo de patrocinadores reconheceu seu talento, e colocou dinheiro para gravar seu primeiro álbum, U.F.O. em que Sullivan irradiava toda a presença extraterrestre em suas letras que, segundo o músico, eram essenciais na hora de compor.

Os músicos que o acompanharam em seu primeiro álbum eram membros do Wrecking Crew, que havia acompanhado os Beach Boys e Simon & Garfunkel, entre outros grupos.

No álbum U.F.O. o tecladista Don Randi, o baterista Earl Palmer e o baixista Jimmy Bond, que também produziu e arranjou o álbum de Sullivan, se apresentaram.

A vida de Jim Sullivan antes de vir para a música

O cantor e compositor escreveu em 1970 sobre seu começo difícil. Ele disse que era “o sétimo filho de um fazendeiro de Nebraska que veio para a cidade grande durante a Segunda Guerra Mundial“.

Sullivan também disse que decidiu seguir a “música quando eu sentava ouvindo os grupos de blues ensaiando em várias casas. Eu observava os guitarristas com atenção e depois voltava para casa para praticar ‘Okie Dokie Stomp’ de Clarence ‘Gatemouth’ Brown até ficar com calos na ponta dos meus dedos e no meu cérebro“.

Ele afirmou ainda que foi “trabalhar com algumas bandas de rock diferentes; a música estava ficando cada vez mais forte. Alguns anos se passaram, decidi me mudar para Los Angeles e me concentrar em escrever e aqui estou“.

Embora o estilo de Sullivan tenha sido comparado a folk-rockers como Gene Clark dos Byrds e Joe South, o U.F.O. teve muito pouco sucesso. Nos seis anos seguintes, Sullivan continuou a se apresentar no Raft e em outros clubes, mas sua vida começou a desmoronar.

Sullivan acreditava que parte de sua música havia sido roubada, ficou deprimido, passou por um forte vício em álcool e nesse contexto chegou ao fundo do poço.

Isso levou Sullivan a fazer as malas em 1975 e partir sozinho, em seu Fusca, para encontrar trabalho em Nashville. Ele prometeu à esposa, Carol, e ao filho, Chris, que se juntariam a ele quando ele ganhasse algum dinheiro. Essa seria a última vez que sua família o viu.

Nos passos de Jim Sullivan no deserto

Em 1998, um grupo de cineastas formado por Jennifer Maas, Mel Eslyn e Matt Sullivan (que não tinha parentesco com o músico) tentou descobrir o que aconteceu e fez uma turnê pelos Estados Unidos para seguir os passos do cantor. Eles conversaram com seus amigos, colegas e familiares.

Os cineastas entrevistaram os músicos Don Randi e Jimmy Bond, mas pouco se lembravam de Jim Sullivan. O produtor executivo do álbum original, Al Dobbs, tinha uma coleção de contratos antigos, a foto original da capa do álbum U.F.O e uma foto do cantor e compositor andando pelo deserto da Califórnia.

A investigação de uma das histórias mais estranhas do rock levou a equipe de filmagem a filmar no deserto do Novo México. No blog Aquarium Drunkard eles dizem que chegaram “a uma pequena cidade localizada duas horas a leste de Albuquerque na Rota 66. Parecia mais o Texas Hill Country do que o vasto deserto que imaginávamos“.

A equipe de investigação jornalística reconstruiu os últimos dias do músico da seguinte forma: “Jim Sullivan deixou Los Angeles em seu Volkswagen ao meio-dia de 4 de março de 1975”.

Na madrugada do dia 5 de março, ele foi preso na periferia de Santa Rosa por sair da pista e dirigir em ziguezague. Levaram-no para a delegacia local para fazer o teste do bafômetro, que passou sem problemas, pois aparentemente ele apenas adormeceu ao volante“, acrescentaram os investigadores.

Saindo da delegacia, Jim deu entrada no La Mesa Motel, mas os relatórios da polícia mais tarde indicaram que ele não havia dormido na cama de seu quarto, que estava trancada por dentro.

Por outro lado, o carro de Jim Sullivan foi encontrado do lado de fora de uma fazenda a 41 quilômetros do motel. Deste ponto em diante, os relatos divergem sobre se Sullivan falou com os proprietários da fazenda ou seus trabalhadores.

Quando a polícia encontrou o carro de Jim, ele estava trancado e o motor desligado“, escreveu Matt Sullivan em sua investigação. “Vários itens foram encontrados no carro, incluindo a carteira de Jim, guitarra, roupas, fitas e alguns cassetes.

A família de Jim viajou para se juntar às equipes de busca, mas toda a busca se mostrou infrutífera. Eles nunca encontraram o corpo do cantor.

O empresário de Sullivan, Robert ‘Buster’ Ginter, afirmou mais tarde que durante as primeiras horas de uma longa noite eles estavam conversando sobre o que fariam se tivessem que desaparecer. “Jim disse que iria para o deserto e nunca mais voltaria“, confessou Ginter.

Essas palavras do empresário junto com a letra do álbum U.F.O., que estava cheio de referências a OVNIs e ao deserto, levou muitos seguidores a suporem a hipótese de uma abdução alienígena como a única explicação possível para o mistério.

O legado de Jim Sullivan, o cantor e compositor que teria sido abduzido por seres de outros planetas

Para a pesquisadora Jennifer Maas, há um legado mais importante do que a estranha coincidência do desaparecimento de Jim Sullivan: seu grande álbum ‘U.F.O’ publicado em 1969.

Sua voz tem um som curtido que varia de música country a rock. Os arranjos musicais de U.F.O. são excelentes, mas também sombrios e assustadores porque, em última análise, suas músicas são cheias de desespero“, escreveu Matt Sullivan.

E Maas lançou uma hipótese sobre seu desaparecimento. “Há algo em suas letras que é incrivelmente misterioso. Um dos amigos de Jim apontou que ele havia deixado sua guitarra no carro. Se Jim fosse desaparecer, seria a única coisa que ele levaria, porque onde quer que ele estivesse no mundo, você sempre pode ficar em uma esquina e ganhar alguns dólares tocando a música dele“.

De fato, em uma de suas poucas entrevistas publicadas, Jim Sullivan afirmou:

“Minha vida inteira é dedicada à guitarra. Espero que o ouvinte das minhas músicas tenha tanto prazer em ouvir minha música quanto eu em produzi-la.”

(Fonte)

Colaboração: MaryH


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

Abdução alienígenaalienígenasJim SullivanOvniHojeOVNIsUFOs
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.