Um bilhão de anos misteriosamente desapareceram da Terra

Tempo de leitura: 3 min.

Os cientistas podem reconstruir detalhes incríveis sobre eras passadas na história da Terra usando fósseis, rochas e outras pistas preservadas em sua crosta. Mas às vezes, a ausência de registros geológicos é tão reveladora quanto sua presença.

Grande Canyon, nos EUA. Foto de Josh Sorenson no Pexels

A Grande Inconformidade, um pedaço de tempo perdido que aparece nas rochas de todo o mundo, é o melhor exemplo desse fenômeno. Esse lapso gigante na memória da Terra excede um bilhão de anos em alguns lugares, resultando em rochas de 550 milhões de anos sobre camadas antigas que datam de 1,7 bilhão de anos, sem vestígios das muitas épocas perdidas no meio.

Por mais de um século, os cientistas debateram a causa desse imenso apagão geológico, que apagou uma grande parte da era Neoproterozóica.

Duas explicações principais surgiram, que não são mutuamente exclusivas: uma sugere que a atividade tectônica associada à montagem e separação do supercontinente Rodínia criou a Inconformidade, enquanto a outra aponta para a erosão da glaciação generalizada durante a fase “Snowball Earth” (Terra Bola de Neve) do nosso planeta cerca de 700 milhões anos atrás.

Agora, uma equipe liderada por Kalin McDannell, pesquisadora de pós-doutorado em ciências da Terra no Dartmouth College, apresentou novas evidências de que as geleiras foram a principal força que esculpiu essa misteriosa lacuna no tempo.

Os pesquisadores descobriram um forte “sinal de resfriamento” em quatro locais geológicos muito diferentes na América do Norte, sugerindo que a glaciação em escala continental pode ser “o único processo previsível que pode explicar tanto a formação quanto a preservação da Grande Inconformidade”, de acordo com um estudo publicado no início deste ano no The Proceedings of the National Academy of Sciences.

McDannell disse em uma ligação conjunta com C. Brenhin Keller, professor assistente de ciências da Terra em Dartmouth e um coautor do estudo:

“Algo realmente único estava acontecendo em termos de geodinâmica global e processos de superfície que permitiram que a Grande Inconformidade se formasse e então fosse preservada. Essa é a minha perspectiva sobre porque isso capturou a imaginação das pessoas.”

Estudos anteriores sobre essa enorme lacuna no tempo encontraram evidências de erosão tectônica em locais como Pikes Peak, estado do Colorado, e Ozark Plateau, no Missouri (ambos nos EUA), que estavam perto das falhas ativas de Rodinia há 700 milhões de anos. Em seu estudo, a equipe de McDannell ampliou o escopo dessas regiões para incluir rochas do East Lake Athabasca em Saskatchewan, Canadá, e do Vale do Rio Minnesota (EUA), ambos longe de qualquer atividade tectônica durante essa era antiga.

A equipe analisou dados de termocronologia publicados dessas diversas regiões e descobriu sinais de resfriamento síncrono de rochas associado à erosão glacial. Embora a atividade tectônica possa ter contribuído para a Grande Inconformidade em certas áreas, McDannell e seus colegas concluíram que a glaciação é o único processo que poderia ter destruído quilômetros de estratos geológicos em tantas regiões diferentes.

Keller, que liderou um estudo publicado em 2019 que também apoiou uma origem glacial para a Inconformidade, disse:

“Imagine pegar o meio dos EUA hoje e, em seguida, apenas erodir quilômetros disso no período geologicamente curto de, digamos, 60 a 100 milhões de anos. Normalmente não é o que acontece. Se esses tipos de taxas de erosão fossem normais, não teríamos crosta com mais de algumas centenas de milhões de anos.

É um sinal de resfriamento excepcional no interior do continente e é difícil imaginar muitas maneiras de fazer isso além da glaciação.”

Enquanto o novo estudo reforça a hipótese de glaciação para a Grande Inconformidade, a equipe planeja analisar amostras de mais locais ao redor do mundo para ter uma noção mais ampla das forças que engoliram esses anos perdidos. Além de resolver um dos mistérios mais intrigantes da geologia, esses estudos de acompanhamento podem ter implicações para entender o surgimento de vida complexa na Terra.

Essa enorme lacuna no registro geológico termina há cerca de 550 milhões de anos, pouco antes da explosão de vida complexa que dominou o planeta desde então. Embora não haja uma ligação estabelecida entre a causa da Grande Inconformidade e o surgimento das espécies modernas, o momento intrigou os cientistas por anos.

Keller disse:

“Podemos imaginar pelo menos, sem nos tornarmos muito especulativos, que um período de erosão glacial generalizada forneceria muita rocha ígnea finamente triturada e rocha crustal retrabalhada de forma mais ampla, com muitos nutrientes, o que certamente não machucaria se você fosse um organismo que estivesse tentando diversificar e proliferar naquele período de tempo.”

McDannell acrescentou:

“Há um enorme pedaço perdido de área rochosa e logo depois disso, temos essa explosão de vida. Então você pode, de forma tênue ou experimental, fazer essa inferência causal. Eu não diria que é bem conhecido ainda, mas certamente é uma área que pode ser observada.”

(Fonte)

Colaboração: MaryH


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Participe dos comentários mais abaixo… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo, ou use a chave PIX “OVNIHoje” (sem as aspas):

Agradecimentos aos colaboradores dos últimos meses: Edward de Lima, José de Castro, Teogenis de Oliveira, Egídia dos Santos, Silas Raposo, Reinaldo Galhardo, Luiz Buria, Silas Raposo, Maria Dorotea Soares..

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

geologiaGrande InconformidademistérioOVNI HojeTerra
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.