Quem matou os últimos gigantes da América e por que eles estão em silêncio sobre isso?

Tempo de leitura: 2 min.

Por muito tempo, acreditava-se que o explorador Português Magalhães foi o primeiro a relatar os misteriosos gigantes da Patagônia nos anos 1520. No entanto, isso não é em todo verdade.

O viajante árabe do século X, Ibn Fadlan, como regra, fez expedições terrestres, mas, no entanto, decidiu fazer a única jornada pela água em sua vida. Ele é dono de uma descrição de um tipo de habitantes “com grande pés” de um continente desconhecido no outro extremo do mundo. Muitos pesquisadores acreditam que ele estava falando da Patagônia.

No total, mais de dez marinheiros que visitaram essas terras falaram sobre gigantes incomuns. Seu crescimento, de acordo com várias estimativas, variou de 2,5 metros a 3,5 metros. Anthony Knivet contou sobre os cadáveres descobertos por ele e sua equipe, o comprimento de quase um pouco mais de 3,5 metros.

Em torno dos mesmos anos, outro viajante, William Adams, descreveu em seus diários um conflito armado com os moradores locais. O poder dos selvagens era tão grande que eles jogavam enormes pedras que perfuravam as estruturas de madeira do navio.

Além disso, John Byron, Thomas Cavendish, Juan Esther e outros relataram sobre os habitantes gigantes da América.

Não foi até o século XIX que o naturalista francês Alcide d’Orbigny descreveu moradores da Patagônia como sendo belos e altos. Com sua publicação, ele descartou a possibilidade da existência de gigantes na América.

Mas, é possível confiar em apenas uma publicação, enquanto houve muitos relatos de encontros com os gigantes da Patagônia ao longo dos séculos? Muitos viajantes falaram sobre seus encontros com eles.

Em 1902, um artigo sensacional foi publicado na Bélgica. Índios da América foram trazidos para o continente europeu como escravos. Entre eles estavam pessoas educadas, o que surpreendeu muito o público, e um dos representantes dos “peles vermelhas” foi entrevistado.

Entre as numerosas questões, o tema de outros povos de terras distantes foi tocado. Em sua resposta, um nativo americano disse que antes do advento dos europeus, mais de 80 nacionalidades indígenas diferentes viviam em suas terras nativas.

Entre eles estavam indivíduos altamente cultivados e educados, e havia os selvagens. Segundo ele, eles eram guerreiros muito fortes. Seu crescimento excedia o do humano quase em duas vezes e eles podiam facilmente superar qualquer animal.

Com a chegada dos europeus, a caça por gigantes começou. Eles foram mortos como animais. Por causa disso, em meados do século XVIII, quase não havia mais gigantes, e os territórios eram habitados por tribos vizinhas.

Este é um ponto importante. Descobriu-se que Magalhães, Fadlan, Byron e Cavendish ainda podiam ver os verdadeiros gigantes da Patagônia, mas o Sr. D’Orbigny não estava mais lá. Então acontece que todos os viajantes estão certos.

Os gigantes realmente habitaram os territórios da América, mas foram exterminados por europeus progressistas. E para não ter que se arrepender e serem punidos por isso, a cultura dos gigantes da Patagônia foi tirada da categoria de ciência em mitologia e folclore.

A propósito, em 2013, os restos ósseos de 13 indivíduos foram descobertos, cujo crescimento era de cerca de 3 metros. A descoberta deveria derrubar ideias modernas sobre os patagonianos, mas especialistas espanhóis consideraram que haviam descoberto os ossos do Gigantopithecus.

O paleontólogo russo Alexander Belov disse que as fotografias dos achados foram compartilhadas com ele e, em sua opinião, os crânios absolutamente não atenderam aos padrões do Gigantopithecus. Talvez eles pertencessem aos gigantes da Patagônia?

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

gigantesOVNI HojePatagônia
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.